Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

Para o deputado Evander Vendramini, soma de esforços deve produzir benefícios para recuperação da Ferrovia Corumbá/Bauru

deputado estadual Evander Vendramini (progressistas)
Após a divulgação de uma videoconferência realizada na tarde desta terça-feira, 22, entre o Governo do Estado, autoridades e operadores de logística que discutiram a recuperação da Ferrovia Malha Oeste, ligando Corumbá a Bauru (no estado de São Paulo), o deputado estadual Evander Vendramini (progressistas) comentou com bastante otimismo a respeito desse importante modal para escoamento de produtos entre o Brasil, a Bolívia e o Paraguai.

Durante a reunião, o governador Reinaldo Azambuja disse que a reativação do trecho vai dar competitividade aos produtos advindos do estado, bem como gerar empregos e renda aos sul-mato-grossenses. “Com a reconstrução da Malha Oeste, teremos um grande modal logístico com desenvolvimento, geração de empregos e oportunidades para Mato Grosso do Sul”, avaliou.

O secretário de estado de meio ambiente, Jaime Verruck, informou que o Governo estadual está trabalhando conjuntamente com o Governo Federal, o Programa de Parcerias de Investimento (PPI) e com os ministérios ligados à pasta para que se realize uma relicitação da concessão e, na sequência, a reconstrução da Malha Oeste.

A recuperação desse trecho da malha ferroviária, administrada hoje pela Malha Oeste/Rumo S.A., havia sido solicitada por Evander em maio passado, quando encaminhou requerimento ao Ministério da Infraestrutura, com cópia para o Departamento Nacional de Trânsito (Dnit), Presidência da República e Governo do Estado de MS.

No documento, o parlamentar apontou a importância da malha ferroviária para o desenvolvimento econômico de Mato Grosso do Sul e para o escoamento de cargas. O parlamentar lembrou que a Agência Nacional de Transporte e Trânsito (ANTT) já estuda a relicitação do trecho de 1.625 quilômetros, que passa ainda por Três Lagoas e abrange também um ramal até Ponta Porã.

A concessão vence em 2026, porém a empresa que detém os direitos alega que hoje os investimentos não são suficientes para operar de forma adequada o serviço, o que gera perda da capacidade de transporte, limitação no volume da carga transportada e velocidades das viagens abaixo do ideal, além da subutilização do modal.

Evander destacou em seu requerimento que, enquanto não são definidos os aspectos dessa nova licitação, é necessário que sejam realizadas melhorias na ferrovia, como troca de trilhos e dormentes e reforma das travessias urbanas e dos acessos aos portos. “Trata-se de um importante meio de transporte e escoamento de cargas, como de minério, celulose e vergalhões de ferro. Mas que poderia ainda ser mais bem utilizada se recebesse investimentos e atenção adequados, somando-se o escoamento da produção agrícola e importação de combustíveis”, afirmou o deputado.

O parlamentar corumbaense reforçou que pretende participar das discussões sobre obras e serviços de melhoria e acompanhar o andamento da relicitação da administração da malha ferroviária. “A soma dos esforços do Governo Estadual e dos órgãos federais, associada ao apoio dos parlamentares, é fundamental para que consigamos reativar esse importante modal de escoamento das riquezas de Mato Grosso do Sul. Como deputado, pretendo lutar para trazer de volta o nosso trem, que há tanto tempo é uma vontade do povo, assim como todos os benefícios que certamente virão junto com ele”, avaliou Evander.

Por: Adriana Viana

***
Tecnologia do Blogger.