Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

Deputado Neno Razuk lamenta morte de bancários e volta defender inclusão da classe no grupo prioritário de vacinação contra COVID-19

deputado Neno Razuk (PTB)
O deputado Neno Razuk (PTB) lamentou a morte de mais dois funcionários bancários em decorrência da Covid-19. Hamilton Tadeu Omori e Leandro Aparecido da Silva trabalhavam em agências da Caixa Econômica Federal da Capital e morreram no mesmo dia, 23 de junho, vítimas da doença. Com o ocorrido, o parlamentar voltou a reiterar que a classe deveria ser incluída como grupo prioritário na vacinação contra vírus.

Após a mobilização feita no último dia 16 de junho, Neno solicitou a SES (Secretaria de Estado de Saúde) a inclusão do grupo e destacou que a categoria é considerada como serviços essenciais, não paralisando desde início da pandemia de Covid-19. “Após a morte de mais dois trabalhadores volto a reforçar que a categoria tem que ser considerada como prioritária, ainda mais por serem prestadores de serviços essenciais. Mais duas vidas foram perdidas em decorrência do vírus e não é preciso ir tão longe para justificar a inclusão, pois diariamente vemos a lotação dentro das agências bancárias” frisou o deputado sobre a prioridade na vacinação.

Levantamento assustador

De acordo com levantamento do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), com base nos dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), entre o primeiro trimestre de 2020 e o primeiro trimestre de 2021, que compreende o período da pandemia, o número de desligamentos por mortes na categoria bancária teve crescimento de 176,4%. Esse crescimento provavelmente se deu por conta da Covid-19, apesar de que o Caged não informa a causa do óbito.

“Defendemos a vacinação em massa, para todos, mas lembramos que assim como outras categorias que trabalham direto com o público, prestando serviço considerado essencial, os bancários também precisam estar imunizados para poder trabalhar com maior segurança, já que a exposição dos trabalhadores resultou em grande número de infecções por Covid-19. Mesmo nos períodos de lockdown as agências bancárias disponibilizam funcionários para trabalhar no autoatendimento, sendo responsáveis pela organização das filas, contato direto com as pessoas, por mais que tenham sido tomadas medidas para diminuir o número de clientes nos bancos”, afirmou o parlamentar.

ASSECOM

***
Tecnologia do Blogger.