Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

SES interrompe vacinação contra Covid-19 de gestantes e puérperas sem comorbidades

©Saul Schramm/Arquivo
Seguindo recomendações do Ministério da Saúde, a Secretaria de Estado de Saúde orientou aos municípios de Mato Grosso do Sul suspender temporariamente a vacinação de gestantes e puérperas sem comorbidades. A vacinação de gestantes e puérperas com comorbidades deverá prosseguir com a vacina da Pfizer ou Coronavac.

A Secretaria de Estado de Saúde paralisou de maneira preventiva na terça-feira (11) a vacinação de gestantes e puérperas com a vacina da AstraZeneca, após recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Após isso, o Ministério da Saúde ampliou a suspensão da vacinação com qualquer vacina para gestantes e puérperas sem comorbidades.

A vacinação de gestantes e puérperas com comorbidades deverá prosseguir com as demais vacinas contra Covid-19 da Coronavac e Pfizer. Para vacinação de gestantes e puérperas com comorbidades, a mulher deverá comprovar a condição de risco (comorbidade) por meio de exames, receitas, relatório médico, prescrição médica.

Em relação ao cumprimento do esquema vacinal para as gestantes que já foram vacinadas com a primeira dose, orientações detalhadas serão emitidas em Nota Técnica pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI).

Mato Grosso do Sul aplicou a primeira dose da vacina contra Covid em 6.033 gestantes e puérperas, e em oito a segunda dose. 3.352 tomaram a D1 da vacina da AztraZeneca, 2.641 a vacina da Pfizer e 40 a vacina da Coronavac, sendo que oito já tomaram a D2.

Por: Airton Raes, SES

***

Tecnologia do Blogger.