Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

Deputado Pedro Kemp cobra informação sobre assistência às famílias pobres de Campo Grande

deputado Pedro Kemp (PT-MS) ©ARQUIVO
O deputado Pedro Kemp (PT-MS) utilizou a fala durante sessão virtual desta quarta-feira (12) para cobrar da Prefeitura de Campo Grande a destinação de recursos para atender as famílias em situação de vulnerabilidade social que, segundo ele, estão parados na conta municipal. O valor teria sido disponibilizado pelo Governo Federal para a Assistência Social do município, como auxílio durante a pandemia do coronavírus.

“Apresentei hoje requerimento à Secretaria de Assistência Social de Campo Grande, solicitando informações sobre a distribuição de cestas de alimentos às famílias em situação de vulnerabilidade social. O motivo do nosso requerimento é que estamos sendo procurados por muitas pessoas que necessitam deste auxílio e que vão até os CRAS (Centros de Referência de Assistência Social) e recebem como resposta que não há cestas básicas para distribuição”, explica o parlamentar.

O requerimento também cobra quanto de recursos o município recebeu do governo federal do chamado COVID-Alimentação no ano passado, quanto foi gasto até agora e quantas famílias foram beneficiadas.

“Quero lembrar que a Assistência Social é uma política de proteção social, não contributiva, destinada a prover os mínimos sociais das pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade e risco social, dever do Estado e um direito dos cidadãos”. “O recurso caiu na conta e até março desse ano não tinha sido gasto R$ 1,00. A gente fica perguntando o que o município vai fazer com esse dinheiro. Será que está aguardando uma situação futura de extrema calamidade? Queria saber qual é a razão de não ter utilizado”, questionou Kemp.

O parlamentar disse durante a sessão que “tem muita gente desempregada, passando fome”. “Sabemos que é dever do poder público implementar uma política de assistência social para socorrer as pessoas em vulnerabilidade social. Dever do estado e direito do cidadão se atendido”, finalizou.

Para o município de Campo Grande foi previsto o repasse financeiro emergencial no valor de R$ 5.110.770,00, conforme dados do Ministério da Cidadania.


ASSECOM


***
Tecnologia do Blogger.