Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

CAPITAL| Véspera de Dia das Mães é de movimento no Centro e expectativa para empresários

Campo-grandenses pretendem gastar em média de R$ 100 com presentes para as mães

©Leonardo de França
A pandemia não desmotivou os filhos e na véspera do Dia das Mães, o resultado é movimento no Centro de Campo Grande e otimismo para os empresários. Isso porque os campo-grandenses que procuram as lojas neste sábado (08) pretendem desembolsar em média de R$ 100 a R$ 200 com presentes para as mamães. Roupas e perfumes estão na lista.

O garçom Flávio Azevedo, de 27 anos, disse que vai gastar menos esse ano com o presente para a esposa Miriam Nolacio, de 25 anos, com quem tem três filhos. "Esse ano vou dar uma segurada, assim como ano passado. Se eu pudesse comprava o mundo". Ainda assim, disse que o presente custará em média R$ 200. "O que ele me der, vou ficar feliz", disse a esposa.
Flávio e esposa ©Leonardo de França
O motorista de aplicativo, Diego Seni, de 35 anos, desembolsou R$ 500 e comprou kits com perfume para a mãe e esposa. "Saí mais cedo de casa por causa do pouco fluxo de gente aqui no Centro e já garanti o presente das duas. Se eu pudesse gastava mais", conta.

Já a costureira Leticia Marques, de 36 anos, pretende gastar menos. Acompanhada da filha de 14 anos, ela foi até o Centro de Campo Grande em busca de uma roupa para a mãe. As duas acreditam que irão gastar R$ 60 em cada look de presente.
Gabriely Marques e a mãe, Letícia ©Leonardo de França
Em pesquisa divulgada na última terça-feira (5), a Fecomércio afirmou que o campo-grandense pretende gastar até R$ 100 com o presente das mães. Conforme levantamento feito pelo órgão, 55% dos entrevistados pretendem presentear as mães, enquanto 36% não devem fazer compras e 9% ainda não sabem. Entre quem quer comprar presentes, 82% deles não têm dívidas.

Horário de funcionamento

Em decreto publicado na quarta-feira (6), o prefeito Marquinhos Trad (PSD) autorizou que o comércio de Campo Grande abra em horário estendido até às 22h. A exceção, no entanto, tem relação com o Dia das Mães, comemorado no próximo domingo (10), e só vale até a próxima segunda-feira (11).

Conforme o decreto em edição extra do Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande), o comércio varejista estará autorizado a abrir das 7h30 às 22h. A partir da próxima terça-feira, contudo, o horário de funcionamento volta ao já definido anteriormente em decreto que prevê restrições em razão da pandemia. Com isso, as lojas poderão abrir até 19h a partir do dia 12 de maio.

Por: Dayene Paz e Ranziel Oliveira 

***
Tecnologia do Blogger.