Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

PANDEMIA| Abril já é o mês mais dramático da covid em MS

Faltando uma semana para o fim do mês, são 1025 mortos pela doença no Estado

©ILUSTRAÇÃO
Falta muito pouco para que abril supere março em óbitos por covid-19 e fique com o título dramático de mês mais letal da pandemia até agora em Mato Grosso do Sul. Hoje, com outras 39 vítimas, o Estado soma 1.025 mortes, contra 1.074 em março. Mesmo que a média de sepultamentos caia drasticamente, o mês deve terminar com, pelo menos, 1.200 falecimentos.

No boletim epidemiológico deste sábado (24), a vítima mais jovem morreu aos 34 anos. Morador de Bandeirantes, homem tinha a obesidade como agravante. Ele foi internado no dia 12 de abril e faleceu no dia 21.

Na relação de óbitos deste sábado, 15 vítimas são de Campo Grande.

Em relação as internações, o número segue praticamente igual, com apenas uma internação a mais desde ontem (1.115) e também um paciente a mais em UTI (545) na comparação com sexta-feira.

A macrorregião de Campo Grande continua com 99% dos leitos de UTIs ocupados. Corumbá teve o maior esvaziamento desde ontem. De 100%, hoje a ocupação é de 92%, após a morte de 2 pessoas no município.

Neste sábado, o Estado registra mais 985 infectados. São 27.060 contaminados no mês, contra 24.070 em março. Até agora, a maioria tem entre 20 e 49 anos. Esse público corresponde a 62% dos testes positivos. Já em relação as mortes, 87,1 % das vítimas tinham mais de 50 anos. 




Por Ângela Kempfer

***
Tecnologia do Blogger.