Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

Eldorado Brasil tem lucro de R$ 641 milhões no quarto trimestre e fecha 2020 com faturamento de R$ 5,3 bilhões

Empresa encerrou o ano com o menor custo-caixa por tonelada do setor. Volume de produção foi de 1,770 milhão de toneladas de celulose.

©DIVULGAÇÃO
A Eldorado Brasil fechou o quarto trimestre de 2020 com lucro líquido de R$ 641 milhões, o que representa crescimento de 528% sobre o mesmo período de 2019, quando foi registrado R$104 milhões. Com isso, a companhia encerrou o ano com receita líquida acumulada de R$ 4,4 bilhões, um total 4% superior ao desempenho de 2019, causando alta de 7% no EBITDA, atingindo R$ 2,149 milhões, e elevação da sua margem de 47% para 49%, conforme balanço apresentado ao mercado nesta quarta-feira (31).

O custo caixa de celulose encerrou o ano em R$ 555 por tonelada no quarto trimestre e R$ 591 por tonelada no ano, o mais competitivo do setor em 2020. Do ponto de vista contábil, a companhia encerrou o ano com prejuízo de R$ 108 milhões, contra lucro de R$ 541 milhões em 2019, em razão da variação cambial no período.

“A empresa encerrou 2020 com geração de caixa livre de R$ 1,05 bi e com queda no nível de alavancagem, tendência que deve persistir nos próximos trimestres”, avalia Fernando Storchi, CFO da Eldorado Brasil.

Storchi explica que, em 2020, “o setor foi afetado, de uma maneira geral, pelo efeito cambial e pelas incertezas decorrentes da pandemia”, mas ressalva que, mesmo sob este ambiente, a Eldorado Brasil manteve o seu programa de investimentos, incluindo a conclusão de uma usina termoelétrica movida a biomassa em Três Lagoas (MS), integrada à fábrica – projeto que vai adiciona uma nova receita para a Eldorado, a partir da geração de energia 100% renovável.

O volume de produção foi de 1.770 mil toneladas de celulose, resultado 1% inferior ao registrado em 2019, devido à parada programada de manutenção que ocorreu no primeiro trimestre de 2020. Ao longo do ano, em julho houve recorde histórico de produção mensal, com 163.492 mil toneladas.

Outro destaque de 2020 foi a expansão dos investimentos da companhia, em razão da nova termoelétrica e da obtenção de licença para operar em um novo terminal no Porto de Santos. Apenas no último trimestre, foram totalizados investimentos de R$ 475 milhões, 156% superior ao terceiro trimestre.

No acumulado do ano, o volume de vendas chegou a 1,799 milhão de toneladas, 5% a menos que em 2019, ficando assim os estoques abaixo do nível ótimo. A Ásia manteve-se como o principal destino de exportação da companhia, com 48% das vendas. O segmento de papéis tissue (para conforto e higiene pessoal) foi a principal aplicação para a celulose da Eldorado em 2020 com 59% de participação das vendas.

ASSECOM

***
Tecnologia do Blogger.