Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

Deputado Rinaldo Modesto beneficiou a população com várias academias ao ar livre

Quinze já estão sendo utilizadas pela população. Quatro estão em obras.

Deputado Rinaldo Modesto ©DIVULGAÇÃO
Quem anda pelos bairros de Campo Grande já deve ter visto em praças ou em algum outro espaço público, pessoas utilizando uma ATI - Academia da Terceira Idade, ou simplesmente "academia ao ar livre''. Afixados no chão, os aparelhos proporcionam diversos exercícios não só aos idosos mas também a todas as pessoas que buscam manter corpo e mente saudáveis. Uma grande parte destas instalações não passa despercebida devido às cores azul e laranja, usadas propositalmente tanto nos equipamentos quanto nas peças publicitárias da atual gestão municipal, induzindo a população a crer que trata-se de investimentos oriundos exclusivamente da Prefeitura Municipal de Campo Grande. Mas a realidade é diferente: existem ATIs que foram implantadas com recursos municipais, mas o que não é dito para a população é que inúmeras academias foram instaladas com recursos do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, por meio de convênios entre a Secretaria Estadual de Saúde e a Secretaria Municipal de Saúde, responsável pela execução do projeto.

Como exemplo, está o Convênio 20.317/12-198/12 entre a Secretaria de Estado de Saúde e a Prefeitura de Campo Grande, que por meio de uma emenda parlamentar do deputado estadual Professor Rinaldo Modesto, permitiu ao Governo do Estado investir na implantação de dezenove academias ao ar livre em prédios das Unidades de Saúde da Família (USF) de diversos bairros da Capital. Já estão disponíveis para a população as ATIs anexas as USFs dos bairros Buriti, Vila Fernanda, Ana Maria do Couto, Aero Rancho e Aero Rancho IV, Bairro Sírio Libanês, Jardim Botafogo, Vila Cox, Pioneiros, Jardim Batistão, Jardim Oliveiras, Portal Caiobá, Jardim Azaléia, distritos de Rochedinho e de Anhanduí.

Para Rinaldo, é necessário que haja transparência em qualquer tipo de investimento público. "O mais importante é que a população seja atendida, pois os recursos são do próprio cidadão que paga seus impostos. Nossa emenda parlamentar já beneficiou milhares de cidadãos em quinze bairros de Campo Grande. Tenho certeza que em breve as quatro academias restantes serão instaladas nas unidades de saúde que ainda estão em obras".

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, quatro ATIs financiadas pela mesma emenda parlamentar ainda não foram concluídas. Nos bairros Jardim Presidente e Jardim das Perdizes aguardam a conclusão das obras de duas Unidades Básicas de Saúde, que estão paralisadas pela prefeitura. No Jardim Macaúbas a instalação depende da construção do piso de concreto que está em fase de licitação e no Jardim Antarctica falta a elaboração do projeto da Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos).







ASSECOM

***
Tecnologia do Blogger.