Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

Em 2021, Senar/MS vai reformular Assistência Técnica e Gerencial para produtores do Pantanal

Nova roupagem na cadeia produtiva da Bovinocultura de Corte será implantada de acordo com particularidades e potencialidades do bioma.

©DIVULGAÇÃO
A Assistência Técnica e Gerencial do Senar/MS desenvolvida no Pantanal sul-mato-grossense será reformulada em 2021. Considerando características e potencialidades do bioma, o programa da Bovinocultura de Corte foi redesenhado para atender as particularidades e potencialidades da região. Esse é o tema da editoria #EducaçãonoCampo desta quarta-feira (10).

“Os atendimentos na região exigem uma logística mais elaborada e a personalização do programa de ATeG. Entre as iniciativas está a ampliação de 24 para de 36 meses de duração da assistência técnica, o maior tempo nas visitas presenciais, que acontecerão a cada três meses, e as virtuais, que acontecerão mensalmente”, explica o coordenador do programa de ATeG Bovinocultura de Corte, Fabiano Pessati.

Gestão da propriedade, reprodução e pastagens estão entre as prioridades para o acompanhamento das propriedades pantaneiras. “Vamos dar suporte para melhorar o índice de taxas de natalidade, redução da mortalidade de bezerros, manejo de pastagens nativa e exótica, além de capacitação aos produtores do campo. Daremos continuidade na metodologia padrão do Senar/MS com o diagnóstico produtivo individualizado, adequação tecnológica, planejamento estratégico, avaliação sistemática de resultados, entre outros itens”, acrescenta.

O programa está em fase de adequação e em breve estará disponível aos produtores rurais do Pantanal. Veja todas as ações do Senar/MS no site e leia a matéria de #MercadoAgropecuário publicada na segunda-feira (08).

ASSECOM

***
Tecnologia do Blogger.