Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

TRÊS LAGOAS| Assistência Social realizou mais uma Ação de Abordagem Social Noturna para acolhimento da população em situação de rua

©DIVULGAÇÃO
A Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS), por meio do Departamento de Proteção Especial, Centro Pop, Equipe Especializada em Abordagem Social e Acolhimento Pop realizaram na noite de ontem (28), por volta das 20h, a Ação de Abordagem Social Noturna para acolhimento a população em situação de rua.

A ação contou com a parceria do Centro Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP) e do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS AD - Álcool e Drogas), Policia Militar e do Promotor de Justiça do Ministério Público, Etéocles Brito Mendonça Dias Júnior.

De acordo com Luís Fernando Tondeli Fochi, diretor de Proteção Social Especial da SMAS, “o principal objetivo desta ação é promover a oferta dos serviços, acolhida da Rede Socioassistencial e ofertar os serviços do Acolhimento Pop”, disse.

O itinerário percorreu locais estratégicos com maior concentração de usuários sendo as Avenidas da Clodoaldo Garcia, Filinto Muller e imediações, Praça Ramez Tebet, Praça Alvorada, Terminal Rodoviário, Lagoa Maior e Bairro Paranapungá.

A ação resultou em 21 pessoas abordadas. Dessas, 13 pessoas aceitaram o encaminhamento para a Unidade de Acolhimento POP. Os demais recusaram os serviços ofertados.

Para Luís Fernando, a ação é importante para conscientizar a população em situação de rua. “Alguns aceitam a ajuda e outros não. É um trabalho de formiguinha, não podemos obriga-los a nada. Mas acredito que com paciência, colheremos frutos nas próximas abordagens. O nosso intuito é ajudá-los e com paciência e respeito conseguiremos”, finalizou.
A Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS), por meio do Departamento de Proteção Especial, Centro Pop, Equipe Especializada em Abordagem Social e Acolhimento Pop realizaram na noite de ontem (28), por volta das 20h, a Ação de Abordagem Social Noturna para acolhimento a população em situação de rua.

A ação contou com a parceria do Centro Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP) e do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS AD - Álcool e Drogas), Polícia Militar e do Promotor de Justiça do Ministério Público, Etéocles Brito Mendonça Dias Júnior.

De acordo com Luís Fernando Tondeli Fochi, diretor de Proteção Social Especial da SMAS, “o principal objetivo desta ação é promover a oferta dos serviços, acolhida da Rede Socioassistencial e ofertar os serviços do Acolhimento Pop”, disse.

O itinerário percorreu locais estratégicos com maior concentração de usuários sendo as Avenidas da Clodoaldo Garcia, Filinto Muller e imediações, Praça Ramez Tebet, Praça Alvorada, Terminal Rodoviário, Lagoa Maior e Bairro Paranapungá.

A ação resultou em 21 pessoas abordadas. Dessas, 13 pessoas aceitaram o encaminhamento para a Unidade de Acolhimento POP. Os demais recusaram os serviços ofertados.

Para Luís Fernando, a ação é importante para conscientizar a população em situação de rua. “Alguns aceitam a ajuda e outros não. É um trabalho de formiguinha, não podemos obrigá-los a nada. Mas acredito que com paciência, colheremos frutos nas próximas abordagens. O nosso intuito é ajudá-los e com paciência e respeito conseguiremos”, finalizou.



ASSECOM

***
Tecnologia do Blogger.