Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

BATAGUASSU| Saúde orienta moradores sobre limpeza de terrenos em prevenção a Dengue

Entre os hábitos de prevenção, é importante descartar água parada, ambiente propício para proliferação do mosquito ©DIVULGAÇÃO
A Prefeitura de Bataguassu, através da Secretaria Municipal de Saúde orienta os munícipes que possuem terrenos baldios ou imóveis desocupados para que realizem a limpeza regular das áreas para evitar criadouros do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue e demais doenças como zika vírus e febre chikungunya.

A limpeza de áreas particulares é de total responsabilidade do seu proprietário.

Segundo o coordenador municipal do setor de Endemias, Pedro Paulo Alves Costa, os profissionais de saúde já iniciaram as estratégias de prevenção ao Aedes com o trabalho de vistoria casa a casa, repassando informações sobre a limpeza dos quintais e descarte de materiais que possam se tornar possíveis criadouros do mosquito.

"É importante que a população colabore recebendo os agentes, seguindo as orientações e mantendo a rotina de cuidados para evitar criadouros do mosquito. Se cada um fizer a sua parte, conseguiremos combater a proliferação do mosquito transmissor da dengue", comenta o coordenador.

Costa alerta que durante o verão, as altas temperaturas combinadas à umidade resultante das chuvas frequentes criam condições favoráveis para a reprodução do mosquito. "As chuvas abundantes e o calor típico dessa época do ano favorecem a reprodução do Aedes. Os munícipes devem contribuir para que a incidência de focos do Aedes Aegypti seja reduzida", orienta ele, que lembra que após a etapa de conscientização, serão retomadas as notificações de proprietários com terrenos com entulhos e mato alto, medida amparada por legislação municipal vigente.

Prevenção

Entre os hábitos de prevenção, recomenda-se não acumular entulho e lixo; ter atenção especial com plantas e objetos que possam acumular água; guardar garrafas de vidro ou pet, baldes e vasos de plantas vazios sempre com a boca para baixo.

"A prevenção é sempre a melhor estratégia de combate ao Aedes Aegypti", lembrou ele, que comenta que em caso de sintomas como febre alta, dores de cabeça e no fundo dos olhos; manchas vermelhas na pele; enjoos e vômitos, é fundamental que a unidade de saúde mais próxima seja procurada para atendimento médico.


ASSECOM

***
Tecnologia do Blogger.