Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

CAPITAL| Marquinhos vai começar 2021 com a maioria dos vereadores na base aliada

Prefeito elegeu 18 vereadores na sua coligação e ainda terá mais adesões na Câmara

Prefeito Marquinhos Trad (PSD) no primeiro discurso após ser reeleito ©Henrique Kawaminami

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) vai começar o ano de 2021 com uma base aliada ampla na Câmara Municipal, tendo o apoio da maioria dos parlamentares eleitos. Um pequeno grupo se coloca na posição de “independente” e nenhum (vereador) afirma que estará na oposição.

Dos 29 vereadores eleitos, 18 estiveram dentro da sua coligação na campanha e José Jacinto de Luna (Podemos), conhecido como “Zé da Farmácia”, que estava em outra (coligação), também revelou que fará parte da base aliada, chegando a 19 integrantes. “Estarei alinhado com o prefeito para oque for bom para Capital”, disse ele.

Já os vereadores Ayrton Araújo (PT), Loester Nunes (MDB), Epaminondas Vicente (SD), Jamal Salem (MDB), Clodoilson Pires (Podemos), Alirio Vilasanti (PSL) e Ronilço Guerreiro (Podemos) disseram que serão “independentes” na Câmara, não tendo problemas em votar a favor do prefeito, se os projetos forem bons para Campo Grande.

Marcos Tabosa (PDT) diz não se enquadrar em nenhuma condição. “Eu prefiro fazer construções de novas pontes para podermos avançar. Mais sempre deixando claro que vai depender do prefeito”, observou. Vitor Rocha (PP) e Camila Jara (PT) não atenderam as ligações.

Independentes – Alírio Vilasanti adiantou que será “combatido” na Câmara, até porque segundo ele, entrou na política em função da insatisfação com o setor. “Terei uma atuação independente e voltada para os interesses legítimos da população. Serei favorável ao que estiver alinhado com esta premissa”.

Ronilço Guerreiro ressaltou que se o “projeto for bom para cidade” terá seu apoio, mesma posição de Jamal. “Vou defender os projetos que melhore e ajuda a Campo Grande”. Já Epaminondas Vicente, conhecido como “Papy” destacou que vai continuar independente neste 2° mandato. “Votando com a consciência do que for melhor para as pessoas. Meu compromisso é com a cidade”.

Apoio – Logo após ser eleito para o segundo mandato, Marquinhos comentou que em 2016 seu partido elegeu apenas dois vereadores e sua coligação 6, mas que isto não impediu de ter uma boa revelação com os parlamentar, tanto que não foi prejudicado na votação dos projetos enviados pela prefeitura.

Por Leonardo Rocha

***

Tecnologia do Blogger.