Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

Após ser preso idoso atira contra a ex e se mata dentro de viatura em Bataguassu

©Arquivo/Tiago Apolinário/Da Hora Bataguassu
O idoso de 67 anos, que morreu na noite desta quinta-feira (17) dentro de uma viatura da Polícia Militar em Bataguassu, a 335 quilômetros de Campo Grande, havia comprado o revólver para matar a ex-mulher, de 51 anos. Isso foi o que ele disse ao filho momentos antes de ser preso e acabar cometendo suicídio.

Conforme as informações da Polícia Militar, equipe foi acionada pela vítima após descobrir que o ex-marido tinha comprado uma arma de fogo. Ela disse que o enteado, filho do idoso de 67 anos, foi até ela e relatou que o pai comprou o revólver para mata-la e que ela deveria sair da casa com urgência.

Quando os policiais militares chegaram ao local, a vítima contou que o ex não tinha aparecido e foi orientada a registrar um boletim de ocorrência. Enquanto os militares ainda estavam na residência, o suspeito chegou ao local, descumprindo medida protetiva que a vítima tinha contra ele.

Com isso, o homem foi detido em flagrante por descumprir a medida e por ameaça. Os policiais ainda revistaram o suspeito, mas não encontraram a arma de fogo. Ele foi algemado com os braços para frente e colocado no camburão, enquanto a vítima foi levada no banco de trás da viatura até a delegacia, onde o caso seria registrado.

No caminho, os policiais ouviram um disparo e pararam a viatura. A vítima estava deitada no banco e, quando abriram o compartimento para preso, notaram o idoso com bastante sangue na cabeça e sem uma das botas. A suspeita é de que ele tenha escondido o revólver dentro do sapato, conseguindo tirar e disparar ainda na viatura.

O primeiro tiro teria sido feito contra a ex-mulher do acusado. No entanto, a grade que separa o camburão minimizou o impacto e o projétil parou no encosto do banco. A mulher não foi atingida e em seguida o homem acabou cometendo suicídio. Ele ainda chegou a ser levado ao hospital pelos policiais, mas não resistiu.

A arma, um revólver calibre 32, foi apreendida. O caso foi registrado pela Polícia Civil como suicídio e feminicídio na forma tentada.

Fonte: DAHORABATAGUASSU

***
Tecnologia do Blogger.