Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

Águas Guariroba debate saneamento e ações de enfrentamento ao Covid-19 em ciclo de palestras da UFTM

A Águas Guariroba participou na segunda-feira (9) do ciclo de debates promovido pela Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM). O gerente regional de projetos sociais, Willian Carvalho e a gerente de operações no tratamento de água e esgoto, Marjuli Morishigue, foram os convidados para o debate da semana onde falaram sobre as ações da concessionária na área de saneamento e os trabalhos durante o período da pandemia do coronavírus.

O debate foi realizado em vídeo conferência, com mediação do professor Rodrigo Soares da Silva e com participação de alunos do curso de Engenharia Civil. O objetivo do projeto é debater as diversas questões envolvendo as cidades e a COVID-19, tratando de temas como as profissões e as relações de trabalho; novas configurações das cidades em face das relações de trabalho, operação de sistemas de tratamento de efluentes durante e pós-pandemia; e a rota do vírus no ar e o papel da engenharia e da arquitetura em sua identificação.
Durante o debate o gerente regional de projetos sociais, Willian Carvalho apresentou os serviços realizados pela concessionária destacando a importância dos trabalhos no tratamento de água e esgoto. “É importante que a população conheça como cada estrutura que compõe o serviço de saneamento funciona. Os cuidados com manutenções periódicas e o uso correto das redes de esgoto e água são fundamentais para o bom funcionamento do sistema de tratamento” destaca Willian.

Trazendo os detalhes sobre o funcionamento das estações de tratamento de esgoto da Águas Guariroba e do processo de tratamento de efluentes, a gerente de operações no tratamento de água e esgoto, Marjuli Morishigue, destacou as tecnologias utilizadas ETAs e a eficiência no tratamento de esgoto em Campo Grande. “As estações de tratamento de esgoto em Campo Grande utilizam tecnologias de ponta responsáveis por tratar 100% do esgoto coletado antes de ser lançado nos córregos. Todo processo aplicado segue os padrões internacionais exigido pelos órgãos ambientais, assim como o laboratório de efluentes da concessionária”, disse Marjuli.

As ações durante o período do Covid-19 também foram debatidas, em especial sobre os estudos que analisam a possível contaminação pela doença através de resíduos do esgoto. “A Águas Guariroba tem acompanhado os estudos voltados à contaminação pelo coronavírus através dos esgotos. Mesmo que ainda não tenhamos estudos que confirmem essa contaminação, a concessionária ampliou as medidas de proteção, além de capacitar cada colaborador que opera o sistema de tratamento de esgoto. Hoje a Águas Guariroba possui o selo Safeguard, uma certificação internacional de biossegurança, que credencia a concessionária pelas medidas de prevenção ao coronavírus em suas unidades”, destacou Marjuli.

O ciclo de debates integra o projeto de extensão, denominado “As cidades e a COVID-19: reflexões sobre as mudanças no ambiente urbano em face da pandemia”, coordenado pela professora Viviani Antunes Gomes Rodrigues, do Instituto de Ciências Tecnológicas e Exatas – ICTE da UFTM, promovido em parceria com docentes e discentes do Departamento de Engenharia Civil com debates, que ocorrem quinzenalmente até o dia 30 de novembro.


ASSECOM

***
Tecnologia do Blogger.