Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

Contrabandista "Pingo" é levado para cadeia pública de Foz do Iguaçu

Fabio Costa, ex-PM em Mato Grosso do Sul apontado como líder de máfia do cigarro, estava foragido desde setembro de 2018

Policial federal acompanha "Pingo", que foi transferido para cadeia em Foz do Iguaçu, no Paraná ©DIVULGAÇÃO
Apontado como um dos principais chefes do contrabando de cigarro na região de fronteira, “Pingo” estava na lista dos bandidos mais procurados do Brasil, elaborada pelo Ministério da Justiça. Foi expulso do Paraguai e entregue à Polícia Federal do Brasil na quinta-feira (15), na Ponte da Amizade, que liga o Paraguai a Foz do Iguaçu (PR). Assim como os acessos em Salto del Guairá e Pedro Juan Caballero, a ponte foi reaberta nesta quinta-feira depois de sete meses de bloqueio devido à pandemia do novo coronavírus.

A fuga de pingo já caminhava para os dois anos. Acusado de ser responsável por pagar propina a policiais sul-mato-grossenses para permitir a passagem das cargas de cigarro paraguaio, ele foi alvo da Operação Nepsis junto com outros “patrões” do contrabando. Tem condenação a 12 anos de prisão por contrabando e organização criminosa.

Carlos Alexandre Gouveia, 40 anos, o “Kandu”, outro alvo da Operação Nepsis, continua foragido. Morador no mesmo condomínio de luxo onde “Pingo” foi preso, ele também foi alvo da operação de domingo, mas conseguiu escapar do cerco policial. 

Fonte: CAMPO GRANDE NEWS
Por: Marta Ferreira

***

Tecnologia do Blogger.