Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

ELEIÇÕES 2020| PSDB não vai indicar vice de Marquinhos e Rose pede para disputar a prefeitura

Partido decidiu apoiar o atual prefeito, mas ala contrária pode fazer emergir candidatura de deputada federal

Protocolo foi feito nesta quinta-feira em Campo Grande pela deputada ©Divulgação/Ascom Rose Modesto
Em reunião nesta quinta-feira (10) entre membros da alta cúpula do PSDB, foi definido que a sigla não irá indicar o vice-prefeito na chapa de Marquinhos Trad (PSD), que concorre a reeleição em Campo Grande. A informação agitou lideranças do partido, já que alguns defendem apoio ao prefeito mesmo sem compor chapa, e outros candidatura própria.

O encontro reuniu nomes como o secretário especial de Governo e líder regional tucano, Sérgio de Paula, o governador Reinaldo Azambuja, o presidente da Câmara Municipal, João Rocha, e o vereador e presidente municipal da legenda, João César Mattogrosso.

"Definimos que não vamos ter candidatos, mas vamos prestar apoio ao prefeito. Não colocamos condições para isso, já que há uma reciprocidade relativa a 2018, quando o PSD e Marquinhos apoiaram a reeleição do Reinaldo. Agora o PSDB está cumprindo essa reciprocidade", comenta Rocha.

O vereador é peça-chave no jogo eleitoral para esse ano, já que era nome tucano e da própria Câmara para sair como vice de Marquinhos. "O que posso afirmar aqui é que sigo candidato a reeleição a vereador de Campo Grande", finaliza.

A reportagem também entrou em contato com o presidente municipal dos tucanos, João César Mattogrosso. Contudo, ele foi sucinto apenas ao dizer que o partido já fez suas deliberações e uma nota sobre a situação deve ser emitida até o fim da tarde.

Vaga aberta? - Contudo, a não composição com Marquinhos na chapa majoritária - prefeito e vice-prefeito - despertou a atenção da ala que, desde o ano passado, já defende o lançamento de candidatura própria pelo PSDB.

Assim que a informação sobre a não indicação do vice de Marquinhos pelo PSDB se espalhou, outra informação veio ao público: a deputada federal Rose Modesto, que disputou as eleições em 2016 contra o mesmo Marquinhos Trad, pediu para ser candidata pelos tucanos.

Ela aposta na capilaridade mostrada nas eleições de 2018, quando foi eleita para a Câmara Federal como a mais votada de Mato Grosso do Sul. Contudo, sua ala não é a ala dominante dentro do partido, o que a enfraqueceria na disputa interna.

O pedido para que o partido avalie sua candidatura foi entregue também nesta quinta-feira por Rose para Sérgio de Paula e João César Mattogrosso. Ainda no ano passado, foi cogitado nos bastidores da política que Rose trocaria o PSDB pelo Podemos, mas por causa de seu mandato como deputado federal, entrelaçado a sigla tucana, ela permaneceu onde está. 

Nota do PSDB



Fonte: CAMPO GRANDE NEWS
Por: Por Nyelder Rodrigues

Tecnologia do Blogger.