Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

Projeto da Paper Excellence capacita costureiras para fabricação de máscaras no Mato Grosso do Sul

Iniciativa terá apoio do Sebrae/MS e vai contribuir com geração de renda extra para artesãs 

Produção de máscaras ©Valdinei Malaguti
Um grupo de costureiras da cidade de Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul, passará por um programa de qualificação profissional para confecção e comercialização de máscaras de proteção contra o novo coronavírus. A iniciativa, de fomento ao empreendedorismo e geração de renda, faz parte do programa de combate à pandemia ‘O papel de cada um’, idealizado pela Paper Excellence, uma das principais produtoras de papel e celulose do mundo. O projeto com as costureiras começará no mês de agosto em parceria com a Associação Costa Leste de Artesãos do Mato Grosso do Sul (Aclams), responsável pela seleção e pelo acompanhamento do processo produtivo. O apoio à capacitação para a comercialização das máscaras ficará a cargo do Sebrae/MS. 

A Paper Excellence é acionista da Eldorado Brasil Celulose, uma das maiores companhias do segmento no País, com sede em Três Lagoas. Idealizar projetos voltados ao desenvolvimento socioeconômico na região faz parte das ações da Paper em prestar auxílio às comunidades localizadas no entorno de sua área de atuação no Brasil. 

Nos três primeiros meses do projeto, serão produzidas 18 mil máscaras. A novidade é a produção com tecidos com proteção antiviral, capaz de eliminar o novo coronavírus por contato. Trata-se de uma nanotecnologia com micropartículas de prata que aderem aos fios, inativando o covid-19 em até três minutos. A tecnologia, desenvolvida pela startup Nanox, tem 99,8% de eficiência e foi testada pelo Instituto de Ciências Biomédicas da USP. 

Além de contribuir com a geração de renda para artesãs e costureiras locais, diretamente afetadas pelo fechamento do comércio e das feiras de artesanato, o projeto prevê treinamentos, consultorias e cursos de capacitação. O Sebrae/MS, instituição técnica de apoio ao desenvolvimento da atividade empresarial de pequeno porte, oferecerá orientação especializada para que as moradoras da região possam desenvolver noções de empreendedorismo para comercializar a produção e fazer a gestão do negócio. “Com o projeto, queremos impulsionar novas iniciativas que proporcionem continuidade e autossuficiência a essas artesãs no futuro”, diz Guilherme Cunha Costa, diretor de Relações Institucionais da Paper Excellence. 

Na fase de experimentação, que vai de agosto a outubro, o projeto envolverá 12 costureiras associadas à Aclams. Cada artesã será responsável pela confecção de 500 máscaras por mês, todas esterilizáveis e reutilizáveis, seguindo padrões de conforto e de segurança recomendados pelas autoridades de saúde. Com o auxílio da associação, as profissionais poderão vender as máscaras à população a um preço mais acessível. O valor arrecadado será reinvestido no projeto. 

A Paper Excellence vai fornecer gratuitamente para a associação as máquinas de costura e todos os insumos necessários para a fabricação das máscaras, assumindo integralmente as despesas com mão de obra, estrutura física e contratação de técnicos responsáveis pelo programa de qualificação. A empresa também garante uma remuneração mensal para cada costureira, independentemente do resultado das vendas das máscaras. 

Segundo Costa, caso o ritmo de contágio do vírus diminua a ponto de reduzir a demanda por máscaras, as costureiras poderão se dedicar à confecção de outros produtos. O prazo de execução do projeto está previsto para ocorrer até julho de 2021. 

Além da parceria com a Aclams, em Três Lagoas, a Paper Excellence já desenvolve outras ações no Brasil por meio do programa ‘O papel de cada um’. A empresa fez doações de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para médicos, enfermeiros e outros profissionais da saúde de hospitais do Mato Grosso do Sul e do Distrito Federal. 

ASSECOM
Tecnologia do Blogger.