Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

PANDEMIA| Mais 23 pessoas morrem de covid-19 em Mato Grosso do Sul

Números alarmantes se repetem em total de casos fechados até a noite de ontem, somando 29.988 casos confirmados e 514 internados


A covid-19 segue em crescimento exponencial em Mato Grosso do Sul e bateu mais um infeliz recorde no boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) nesta sexta-feira (7): 23 mortes nas últimas 24 horas registradas e um total de 481 óbitos em decorrência do novo coronavírus desde o início da pandemia. Ao todo, já são 29.988 casos confirmados.

Os dados do boletim são fechados sempre às 19h da data anterior à divulgação - que é feita sempre no fim da manhã, diariamente. Hoje, os números foram alarmantes expõem o quanto a doença avança no Estado, em especial em Campo Grande e em Corumbá - já em Três Lagoas e em Dourados a situação retrocedeu e os casos diários estão em queda.

De acordo com o divulgado pela SES, a taxa de letalidade no Estado está na marca dos 1,6% - ou seja, 1,6% dos casos confirmados morreram - atualmente há 514 internados por causa da covid-19 em Mato Grosso do Sul, sendo seis pacientes de outros estados. Desses, 313 estão em leitos clínicos, enquanto 201 estão em Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

A taxa de ocupação atual de leitos covid-19 é de 60% em UTIs - das 269 vagas existentes, 161 estão ocupadas e há projeto para aumentar mais 101 leitos - e 45% em leitos clínicos, que somam um total de 710 vagas disponíveis no Estado. 

Nas últimas 24 horas registradas, além das 23 mortes, também houve um aumento de 887 casos confirmados, o que representa 3% do que havia sido registrado até o período anterior. O contraponto é o total de recuperados, que chegam a 80%. São 23.646 casos, contra 5.861 que continuam ativos, tanto em internação como em isolamento domiciliar.
Cidades

Atualmente, a ocupação global de leitos em Campo Grande está na casa dos 86%, enquanto os índices registrados em Dourados, Três Lagoas e Corumbá ficam na marca dos, respectivamente, 56%, 27% e 90%. A Capital também registra 12.186 casos confirmados, o que representa 40,6% do total estadual. Dourados (4.528 casos) e Corumbá (1.547) representam 15,1% e 5,2%.

Dos 887 novos casos registrados até à noite de ontem, 391 aconteceram em Campo Grande, 70 em Corumbá, 64 em Aquidauana, 46 em Sidrolândia e 41 em Dourados. Já as 23 mortes ocorreram na Capital (12), Corumbá (4), Dourados (2), Dois Irmãos do Buriti (2), Ponta Porã (1), Nova Alvorada do Sul (1) e Aquidauana (1).

Guia Lopes da Laguna, cidade até então com a maior taxa de incidência da covid-19 em Mato Grosso do Sul a cada 100 mil habitantes, perdeu o posto para Bataguassu, na divisa com São Paulo. Enquanto o município no sudoeste do Estado possui índice de 2.839,8 casos, o da cidade às margens do rio Paraná fica em 2.879,9.

Dos 139 mil casos notificados em todo o Estado, 73% deles, 102,3 mil, foram descartados. Ainda assim, há 2.431 exames aguardando análise no Lacen (Laboratório Central do Estado) e outros 4.918 casos emperrados nos municípios, esperando encerramento. Os números representam a 1,7% e 3,5%, respectivamente, do total de notificações.

Por: Nyelder Rodrigues
Tecnologia do Blogger.