Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

CAPITAL| Em carta aberta, entidades se mobilizam por lockdown em Campo Grande

37 entidades assinam carta voltada a autoridades e instituições

©ARQUIVO
Entidades sul-mato-grossenses tornaram pública nesta sexta-feira (7) uma carta aberta, voltada a diversas instituições e autoridades, para sensibilizar o Executivo Municipal quanto à adoção de lockdown em Campo Grande, devido ao crescimento dos números relacionados à Covid-19 na Capital.

O documento, assinado por 37 entidades, pede que seja implementado lockdown em Campo Grande, com fechamento do comércio, de serviços e redução de horário de serviços essenciais que não são unidades de saúde. “O que é essencial agora é menos gente contaminada. Coragem, Prefeito!”, traz trecho do pedido.

Presidente do Sintss-MS (Sindicato dos Trabalhadores em Seguridade Social no MS), Ricardo Bueno, detalhou que a carta foi motivada devido ao crescimento dos números e da falta de diálogo com entidades técnicas que compõem a Rede de Saúde em Campo Grande.

“Ou tentamos sensibilizar, ou será tarde demais. Parece-nos que as decisões estão sendo tomadas em políticas partidárias, e não em políticas de saúde pública. O Estado fez o projeto das bandeiras de cores [Prosseguir] e não vemos respeito em cima disso, na adoção das recomendações. Há esse discurso de ampliação de leitos de UTI, mas há um limite pra isso, não se pensa na estrutura, uma hora o sistema não vai aguentar”, detalhou.

A carta é datada desta sexta-feira (7) e direciona o pedido não só ao prefeito Marquinhos Trad (PSD), mas também à Câmara de Vereadores, MPMS (Ministério Público Estadual), Deputados estaduais, federais e senadores.

Confira a carta e signatários na íntegra:

“CARTA EM DEFESA DO DIREITO DE VIVER EM CAMPO GRANDE

Nós, das redes, coletivos e organizações abaixo assinados vimos a público conclamar as autoridades para que tomem medidas urgentes em relação ao enfrentamento da COVID-19 em Campo Grande.

É passada a hora do lockdown! As festas podem ser adiadas, a morte não!

Vereadores e Vereadoras, manifestem-se! Ministério Público Estadual, manifeste-se! Deputados Estaduais, Federais, Senadores, manifestem-se! Força, Defensoria Pública Estadual!

Prefeito, aja rapidamente! Tenha um só discurso e uma só prática: proteger as vidas Determine o fechamento do comércio, dos serviços. Diminua o horário dos serviços essenciais que não são unidades de saúde.

O que é essencial agora é menos gente contaminada. Coragem, Prefeito!

Campo Grande, 07 de agosto de 2020.

Assinam:

  • Associação Brasileira de Enfermagem – ABEN/MS
  • Associação Brasileira de Redução de Danos – ABORDA
  • Associação dos Advogados e Advogadas pela Democracia, Justiça e Cidadania/MS – ADJC/MS
  • Associação dos Docentes da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul – ADUEMS
  • Central Única das Favelas – CUFA/MS
  • Central Única dos Trabalhadores – CUT/MS
  • Centro de Defesa dos Direitos Humanos – CDDH Marçal de Souza Tupã-i
  • Coletivo Terra Vermelha
  • Comissão Regional de Justiça e Paz – CRJP
  • Conselho Estadual da Pessoa Humana Conselho Regional de Biologia – CRB
  • Conselho Regional de Enfermagem – COREN
  • Conselho Regional de Psicologia – CRP
  • Conselho Regional de Serviço Social – CRESS
  • Frente Brasil Popular de Mato Grosso do Sul- FBP/MS
  • Frente Estadual em Defesa do SUS/MS
  • Instituto de Direitos Humanos do Estado de Mato Grosso do Sul José do Nascimento
  • Instituto Mulher Negra do Pantanal Juristas pela Democracia – MS
  • Marcha Mundial de Mulheres – MS
  • Movimento Mãe Águia Movimento Negro Unificado – MNU
  • Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra – MST
  • Núcleo de Defensoria Jurídica Popular – NAJUP/ MS
  • ONG Águia Morena
  • Rede Feminista de Saúde, Direitos Sexuais e Direitos Reprodutivos – Coletivo Diversas Feministas de Mato Grosso do Sul
  • Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso do Sul – SINDJOR
  • Sindicato dos Psicólogos de Mato Grosso do Sul – SINPSI MS
  • Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica – SINASEFE
  • Sindicato dos Trabalhadores em Saúde e Seguridade Social de Ms – SINTSS
  • Sindicato dos Trabalhadores Públicos Federais no Estado de Mato Grosso do Sul – SINTSEP/MS
  • Sindicato dos Trabalhadores da Previdência Social de Mato Grosso do Sul – SINTSPREV
  • SLAM Camélias União Brasileira de Mulheres – MS
  • União da Juventude Socialista- UJS/MS
  • União de Negros e Negras pela Igualdade – UNEGRO”.


Fonte: Midiamax
Por: Guilherme Cavalcante
Tecnologia do Blogger.