Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

Juiz mantém estudante envolvido em acidente preso e adia decisão por 48h

Ricardo França Junior, de 24 anos, estava sob escolta na Santa Casa. Ele dirigia Peugeot que capotou, matando jovem

Foto de Ricardo com o filho de 8 anos foi anexada em processo sobre a prisão em flagrante ©Reprodução do site da Justiça
Juiz de plantão nesta segunda-feira (13) no Fórum de Campo Grande, Albino Coimbra Neto manteve o estudante Ricardo França Junior sob custódia, ou seja, preso por enquanto. Mas a decisão sobre manutenção ou não do flagrante por homicídio doloso em acidente de trânsito ficou para daqui 48 horas.

Ricardo é o motorista que dirigia o Peugeout 207 envolvido em acidente no sábado à noite, no qual a namorada do rapaz, a estudante Bárbara Bárbara Wsttany Amorim Moreira, 21 anos, morreu no lugar.

O advogado do estudante, João Ricardo Batista de Oliveira, informou que o magistrado decidiu pedir informações tanto à defesa quanto ao Ministério Público para depois avaliar se vai manter o flagrante, liberar o jovem para responder em liberdade ou impor alguma cautelar, como o uso de tornozeleira.

Essa, segundo explicou o profissional, é uma medida incomum em se tratando de audiência de custódia. A regra é que o juiz avalie se a prisão foi legal e decida se mantém ou não.

O acidente foi no sábado à noite, por volta das 20h15. Ricardo e a namorada estavam voltando para casa dele, no Cabreúva.

Na Rua 11 de Outubro, o veículo passou por uma elevação, fez um movimento lateral e, em alta velocidade, bateu no muro de uma casa. A jovem, aparentemente sem cinto de segurança, voou do carro. Morreu no lugar.
©REPRODUÇÃO
As equipes de socorro constaram que Ricardo havia ingerido bebida alcoólica. No carro, foram achadas 4 garrafas de 600 ml de cerveja. Fora, havia mais uma.

O auto de prisão em flagrante informa, ainda, que ele desrespeitou pare, no cruzamento com a Rua Santos Dumont.

Por esses motivos, o delegado de Polícia Civil responsável pelo caso enquadrou Ricardo em homicídio com dolo eventual, quando o agente causador assume o risco de produzir um resultado como a morte da moça.

Barbara foi sepultada ontem à tarde.

Ricardo ficou na Santa Casa de Campo Grande até esta manhã. Com a decisão do magistrado, vai ser levado para uma unidade da Polícia Civil. A reportagem apurou que será a Depac Centro (Delegacia de Pronto Atendimento) na Rua Padre João Crippa.

Ricardo é estudante de Educação Física e estagia em uma academia. Ele tem um filho de 8 anos de relacionamento anterior ao de Bárbara.
Cenário do acidente, ocorrido no sábado à noite ©DIVULGAÇÃO

Fonte: CAMPO GRANDE NEWS
Por: Marta Ferreira 
Tecnologia do Blogger.