Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

Deputado Cabo Almi quer gratificação financeira para trabalhadores da Segurança Pública que atuam no combate ao Covid-19

©ARQUIVO
O deputado Cabo Almi (PT) apresentou requerimento na sessão virtual de hoje (9), da Assembleia Legislativa, requerimento endereçado ao governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e ao secretário estadual de Justiça e Segurança Pública, Antonio Carolos Videira, no sentido de se promover estudos urgente para se implementar gratificação temporária, durante este período de enfrentamento ao Covid-19, para todos os profissionais de segurança pública que desempenham atuação direta no enfrentamento da pandemia do coronavírus, em Mato Grosso do Sul. 

O parlamentar justifica a solicitação, argumentando que, recentemente, foi aprovado o Programa Federativo de enfrentamento ao coronavírus (PLP 39/2020), que prestará auxílio financeiro de R$ 125 bilhões a Estados e Municípios para o combate à pandemia da Covid-19. 

Face a majoração orçamentária dos recursos estaduais, decorrentes do recebimento das verbas encaminhadas pelo governo Federal para o combate ao novo coronavírus e, por tratar-se de matéria de relevante e inegável interesse público, faço o encaminhamento do presente expediente em solidariedade aos servidores da segurança pública, pois o trabalho realizado por esses profissionais, que estão em contato direto com a população, faz com que os mesmos fiquem mais expostos ao vírus. 

Isso os coloca numa posição desfavorável, vez que colocam a sua saúde e vida em alto risco no enfrentamento dessa crise no sistema de saúde. Chega também ao meu conhecimento casos desses profissionais que foram contaminados pelo vírus, inclusive chegando a óbito. Ressalto ainda que é preciso garantir condições mínimas de trabalho para quem atua na linha de frente da pandemia da Covid-19. 

Vale ressaltar que, os servidores da segurança pública não medem esforços para proteger a população e, nada mais justo do que honrar e gratificar a atuação desses profissionais da PM, Bombeiros, Agentes Penitenciários e da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, concluiu Cabo Almi.


ASSECOM
Tecnologia do Blogger.