Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

FRONTEIRA| Policiais fazem plantão na casa de prefeito que desrespeitou quarentena

Equipes da Polícia Nacional esperam José Carlos Acevedo, prefeito de Pedro Juan Caballero que teve prisão decretada

Policiais em frente à casa do prefeito de Pedro Juan Caballero ©Capitán Bado.com
Policiais paraguaios estão a postos desde o início da manhã desta segunda-feira (11) em frente à casa do prefeito de Pedro Juan Caballero, cidade vizinha de Ponta Porã, a 323 km de Campo Grande. José Carlos Acevedo está sendo procurado para ser detido e levado para o isolamento por ter descumprido a quarentena do país e cruzado a fronteira em direção ao Brasil.

O Ministério Público paraguaio também pediu a prisão preventiva do político por desrespeito ao decreto nacional que estabeleceu medidas sanitárias para conter o coronavírus.

Neste domingo, José Carlos Acevedo bateu boca com militares da Força Tarefa Conjunta que vigiam a fronteira para impedir entrada e saída de moradores de ambas as cidades e cruzou a linha internacional em direção a Ponta Porã. Acevedo tem casa no lado brasileiro, onde também moram seus parentes.

Hoje, o promotor Federico Delfino afirmou que o Ministério Público vai investigar os militares que permitiram a passagem do prefeito mesmo com a fronteira fechada em todo o país. O Paraguai tem 713 casos confirmados de covid-19 e dez pessoas morreram em consequência da doença.

Segundo a imprensa paraguaia, assim que for localizado, José Carlos Acevedo de ficar duas semanas de quarentena e passar por exame para saber se foi infectado pelo coronavírus. O procedimento é o mesmo adotado para dos os paraguaios que estão retornando do Brasil para o país de origem. Hotéis e albergues, principalmente em Cidaud Del Este, foram alugados para o isolamento. 

Por Helio de Freitas, de Dourados
Tecnologia do Blogger.