Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

FRONTEIRA| Impedido de regressar ao Paraguai, homem se acorrenta em poste

Paraguaio está há dois meses em território brasileiro em busca de trabalho, mas agora quer voltar para cumprir quarentena

Embaixo de chuva, paraguaio se acorrentou em poste em trecho da fronteira fechado por cerca de arame farpado ©Marcelino Nunes
Cidadão paraguaio se acorrentou nesta terça-feira (12) a um poste da rede elétrica em Ponta Porã, a 323 km de Campo Grande. Embaixo de chuva, o homem se prendeu ao poste no canteiro que divide a cidade sul-mato-grossense de Pedro Juan Caballero, no trecho da fronteira fechado por cerca de arame farpado.

O homem, que não se identificou, disse que o ato é em protesto contra o governo paraguaio por não conseguir voltar para casa. O Paraguai está há dois meses em quarentena devido à pandemia do novo coronavírus. Portos, aeroportos e fronteiras estão fechados.

Em conversa com o vereador Marcelino Nunes (PDT), de Ponta Porã, o cidadão paraguaio disse que estava trabalhando há dois meses em Mato Grosso do Sul, mas decidiu voltar para casa. Ele cobra o direito de poder ingressar no país de origem para cumprir a quarentena, como ocorre desde a semana passada com outros cidadãos paraguaios que estavam no Brasil.

“Estou há oito dias aqui [em Ponta Porã]. Só quero passar a fronteira para poder cumprir a quarentena em casa”, afirmou ele, que cobrou apoio do Consulado paraguaio no Brasil. Entretanto, cidadãos paraguaios que estão retornado ao país de origem são levados para albergues, para cumprir o período de quarentena. Centenas estão nesses abrigos atualmente e 80% deles apresentam resultado positivo para covid-19. 

Fonte: CAMPO GRANDE NEWS
Por: Helio de Freitas, de Dourados
Tecnologia do Blogger.