Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

COSTA RICA| Mãe teve 'ato heroico' ao entrar na frente da filha para salvá-la de tiros do ex-marido em MS, diz delegado

Jovem está internada em estado grave, porém, conversou com a polícia pouco antes de ser transferida para Campo Grande. Crime foi presenciado pelo filho do ex-casal. 

Elza Lima Soares, de 46 anos, foi morta pelo ex-genro ©ARQUIVO PESSOAL
Ao encontrar dois corpos em uma casa de Costa Rica, a 366 km de Campo Grande, a polícia começou a traçar um cenário para as mortes e, segundo o delegado Alexandre Mendes, a tese foi confirmada por uma das vítimas, de 28 anos. Pouco antes dela ser transferida para Campo Grande, na noite dessa segunda (11), a jovem disse que a mãe teve um "ato heroico" ao entrar na frente dela, para salvá-la do ex-marido.

"Pela nossa avaliação foi possível perceber que a sogra se antepôs a filha ao atirado e, na frente da filha, foi alvejada. Ela foi atingida por pouco acima do peito e não resistiu aos ferimentos. Já a filha, mesmo em estado grave, conversou conosco no hospital, pouco antes de ser transferida para Campo Grande. O atirador, ex-marido da jovem, se matou logo após o crime", afirmou o delegado.
Weber atirou na ex-sogra, na ex-mulher e depois na própria cabeça — Foto: Redes sociais
Segundo o delegado, a polícia foi ao local por volta das 20 horas (de MS) e constatou que o homem, de 36 anos, "premeditou friamente o crime". "Quando nós chegamos a jovem já tinha sido socorrida pelo Corpo de Bombeiros. Verificamos todo o cenário, juntamente com a perícia, e percebemos que ele [suspeito] estava com dois carregadores e uma pistola", explicou.

Na ocasião, ainda conforme o delegado, ficou evidente que não houve tempo para discussão ou algo que pudesse desencadear uma violência. "Ele chegou certo do que ia fazer, já sabia previamente qual seria o objetivo no interior do imóvel contra a ex-convivente. Foi um ato de amor justamente um dia após o Dia das Mães. Ela se colocou na frente de um atirador em fúria para salvar a filha", lamentou.

Quatro dias antes deste crime, de acordo com a polícia, o suspeito já tinha cometido outro crime de violência doméstica. "Foi o dia em que eles terminaram o relacionamento. É uma separação recente e ele não aceitou. A vítima foi ameaçada, percebeu uma arma de fogo e registrou boletim de ocorrência. A polícia inclusive fez buscar pelo objeto, mas, não foi possível encontrá-lo na ocasião", explicou Mendes.

Todo o crime, ainda conforme a polícia, foi presenciado pelo filho do ex-casal, de 11 anos. "Nós acionamos o Conselho Tutelar e, ao que parece, ele ficará aos cuidados de um tio. O inquérito, à princípio, foi registrado como tentativa de feminicídio e homicídio qualificado por motivo fútil seguido de suicídio", finalizou.

Estado grave

Conforme a assessoria de imprensa da Santa Casa, a jovem sobrevivente deu entrada às 3h30 desta terça-feira (12). Ela possui duas perfurações por arma de fogo e segue na área vermelha do pronto-socorro, consciente, orientada e estável. Até o momento, já foi avaliada pela equipe da ortopedia por conta de uma fratura de fêmur. A paciente ainda será avaliada por outras especialidades.
©REDES SOCIAIS


Por Graziela Rezende, G1 MS
Tecnologia do Blogger.