Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

Começam hoje: saiba como sintonizar as aulas da SED pela sua TV

Estudantes precisam adicionar os canais 11.2 e 11.3 para terem acesso à programação

©Guilherme Cavalcante
Começaram às 7h desta segunda-feira (25) a transmissão pela TV das aulas da REE (Rede Estadual de Ensino), promovidas pela SED (Secretaria de Estado de Educação). Para acompanhar, é preciso sintonizar na configuração dos televisores os canais 11.2 e 11.3 – ambos apenas em sinal digital.

As aulas desta manhã serão reprisadas à tarde e à noite, com intervalos que contarão com mensagens gravadas pela equipe da SED, voltadas ao apoio no período de estudos. Já a partir de terça-feira (26), o canal 11.3 também estará disponível com reprises da programação do dia anterior.

Além disso, todo o conteúdo será disponibilizado no canal da SED criado no Youtube, a fim de dar mais flexibilidade aos horários das aulas. A SED também destacou que os alunos da REE também contarão com a exibição dos materiais de estudo pela TV Educativa, que será iniciada nas próximas semanas.

Neste caso, a grade de programação será a mesma adotada a partir de segunda-feira e atenderá – inicialmente – os estudantes de Campo Grande e Dourados, que contam com a recepção do sinal digital da emissora.

Segundo a SED, inicialmente, o sinal da transmissão será disponibilizado para os municípios de Bonito, Campo Grande, Corumbá, Dourados, Ladário, Ponta Porã e Três Lagoas, que possuem quase 110 mil estudantes da Rede Estadual. Como as aulas serão norteadas pelo currículo de MS, todos os 360 mil estudantes de todas as redes, inclusive particular, poderão conferir as aulas, que serão exibidas pela Rede MS de Integração de Rádio e Televisão.

Especialistas separaram dicas para fazer o rendimento das teleaulas ser mais bem aproveitado. Confira:

Mantenha a rotina

É fundamental que os alunos tenham uma rotina de estudos, tanto no horário das aulas como no contraturno, quando as atividades devem ser revisadas. Dessa forma, toda a família precisa colaborar para fazer o menor número de interferências nos estudos, como diminuir movimentação no ambiente da TV, bem como evitar fazer barulhos e demais distrações.

Longe do celular

Os gadgets eletrônicos, como celulares, tablets, computadores, notebooks e quaisquer outros dispositivos interativos que possam oferecer distrações, precisam ficar à distância dos estudantes durante as aulas. Pais e responsáveis precisam reforçar que, naquele horário, a prioridade é o estudo.

Vista o uniforme

O uso do uniforme escolar durante a transmissão das aulas é uma maneira de aumentar o foco e de reforçar que é o momento de estudos, tal qual como ocorria nas escolas. Desta forma, o uso é incentivado, associado às demais recomendações.

Material escolar à mão

Diferente dos celulares, cadernos, livros, canetas, lapiseiras e demais acessórios educativos devem ficar próximos dos estudantes, que precisam fazer as anotações da mesma maneira que fariam nas escolas, presencialmente.

Revisar

Os especialistas sugerem que pais e responsáveis “tomem nota” do que o aluno aprendeu após a aula, como forma de verificar se o rendimento em relação ao que foi apresentado nas teleaulas foi absorvido. A repetição, no caso, proporciona assimilação do conteúdo e também serve de termômetro para saber se a aula teve bom aproveitamento.

Pós-aula

No contraturno, quando o estudante não estiver em aula, os exercícios precisam ser realizados e o conteúdo revisto, numa segunda revisão, de forma que as matérias não fiquem acumuladas. Funciona da mesma maneira de antes, com as atividades de casa, mesmo que agora, nesse momento, toda a rotina seja domiciliar.

Por: Guilherme Cavalcante 
Tecnologia do Blogger.