Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

SUS é o melhor sistema de saúde do mundo, o que falta é gestão, defende Luíza Trajano

Presidente do Magalu apoia medidas de isolamento horizontal e pede calma à população

A empresária Luiza Trajano durante encontro de mulheres para debater demandas econômicas ©Diego Padgurschi/Folhapress
“Se abrir, não vai ter cliente”, afirmou Luiza Trajano durante sua participação no debate ao vivo sobre a importância da solidariedade durante a pandemia, promovido pela XP investimentos.

Em sua fala, a presidente do conselho administrativo do Magazine Luiza se refere às manifestações pela reabertura do comércio e isolamento vertical --apenas os grupos de risco da Covid-19 ficam afastados.

No Magalu, foi adotado pela equipe o isolamento horizontal, no qual todos, independentemente do risco, são afastados. Todos os 20 mil funcionários das lojas físicas receberam férias, o que deixou a empresa operando com 50% do faturamento, que vem do ecommerce.

​Pedindo calma a todos e incentivando doações, a empresária diz que essa é a maior crise que já experienciou. “O confisco da poupança foi 10% dessa”, exemplifica.

Trajano também elogia o SUS: “É perfeito”. Para ela, o Sistema Único de Saúde é o melhor que existe no mundo, com alcance em todo o país. “O que falta é gestão”, completa.

Para a empresária, é hora de se unir. Iniciativas privadas e governo devem injetar recursos financeiros, mas o foco está no social. “É um trabalho da sociedade. Vamos parar de cobrar os políticos, o coletivo precisa assumir esse problema com organização, com gente boa”, apontou Trajano, que doou junto a sua família R$ 10 milhões para hospitais públicos e filantrópicos de todo o país.

Ao lado dela, na bancada virtual dos entrevistados, estava Edu Lyra, fundador da ONG Gerando Falcões, que está com ações de captação de recursos para combater o contágio do coronavírus nas favelas.

Representante do grupo de “gente boa” apontado por Luiza, Lyra acredita que o Brasil esteja se tornando mais participativo e solidário durante o período de isolamento. Para ele, é essencial que as lideranças aproveitem esse momento para “derrubar muros e construir pontes”, expandindo as redes de colaboração e ação solidária no país.

A conversa, mediada por Rafael Furlanetti, da XP, contou também com a participação da influencer de investimentos Ana Laura Magalhães, da analista da XP Betina Roxo e do CEO da XP Guilherme Benchimol.

Fonte: FSP
Tecnologia do Blogger.