Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

PSL, partido pelo qual foi eleito, protocola pedido de impeachment de Bolsonaro

Pedido foi formulado com base em crime de responsabilidade, após denúncias de Moro

Bolsonaro foi acusado por Moro de interferência política na Polícia Federal ©ARQUIVO
Líder do PSL na Câmara, Joice Hasselman, protocolou pedido de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro, nesta sexta-feira (24), com base em crime de responsabilidade. O PSL é o partido pelo qual Bolsonaro foi eleito.

Joice afirmou que conversou com juristas que participaram do processo de impeachment da ex-presidente Dilma Roussef (PT) para formular o pedido, que segundo ela, foi motivado pela denúncia de interferência direta na Polícia Federal, que investiga crimes de filhos de Bolsonaro. 

A acusação foi feita pelo ministro Sérgio Moro, durante anúncio de sua demissão, após a exoneração do diretor-presidente da Polícia Federal, Maurício Valeixo. O ex-ministro afirmou que a troca ocorreu porque Bolsonaro queria obter acesso a informações sigilosas e relatórios de inteligência. 

Segundo a líder do ex-partido do presidente, o pedido de impeachment foi informado ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), que se absteve de fazer comentários. 

"Até pelo bom andamento do trabalho legislativo, não cabe a mim fazer pressão ao presidente da Câmara", disse. 

Joice já havia criticado Bolsonaro na quinta-feira (23), quando ventilou-se a possibilidade de demissão do ex-ministro. Nesta sexta-feira (24), ela elogiou a postura de Moro e o defendeu da acusação feita pelo presidente, de que Moro teria condicionado a demissão de Valeiro a uma indicação no Supremo Tribunal Federal (STF). "Não é verdade que ele estava negociando uma vaga no Supremo", disse.

Fonte: CE
Por: Glaucea Vaccari
Tecnologia do Blogger.