Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

MS tem mais 17 novos casos do Covid-19 nas últimas 24 horas e número chega a 234 infectados

Deste número, 95 estão em 95 em isolamento domiciliar, tendo ainda 18 pacientes internados, 3 na UTI e 114 recuperados, segundo a Secretaria Estadual de Saúde.

©ILUSTRAÇÃO
Mato Grosso do Sul está com 234 infectados pelo novo coronavírus, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde de Mato Grosso do Sul (SES). Nas últimas 24 horas, mais 17 pacientes foram confirmados com a doença, conforme coletiva neste domingo (26). A doença também já provocou a morte de 7 pessoas no estado.

Deste número, 95 estão em 95 em isolamento domiciliar, tendo ainda 18 pacientes internados, com 3 na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 114 recuperados, ou seja, pessoas que já venceram a quarentena e também já estiveram internados e obtiveram alta hospitalar, ainda conforme a SES.

Pela distribuição geográfica da doença, é possível apontar 21 municípios de Mato Grosso do Sul, com incidência maior em Campo Grande, Três Lagoas, Dourados, Sonora e Chapadão do Sul, sendo obrigatória a notificação de casos suspeitos ou confirmados pela portaria do Ministério da Saúde. 

No caso dos leitos, o secretário Geraldo Resende fala que são 151 no total e o "trabalho vêm sendo feito para chegar ao número de 211 leitos disponíveis em Mato Grosso do Sul". Até o momento, são 10 em Corumbá, 5 em Coxim, 5 em Costa Rica podendo ampliar para 10, 5 em Chapadão do Sul, 5 em Paranaíba, 10 em Três lagoas, com a possibilidade de ampliar para 18 ou 19 por conta das doações, 5 em Bataguassu, 145 em Campo Grande, 18 em Nova Andradina e 5 em Sidrolândia, tudo "montado e à disposição da população", ainda conforme o secretário.

No caso de Dourados, são 35 leitos distribuídos em hospitais da cidade e 11 em Ponta Porã, além de ressaltar os 866 leitos já existentes em todo o estado e que foram adaptados e colocados à disposição para atender possíveis pacientes do Covid-19.

"Temos a taxa de ocupação de 1,2% até o momento dos leitos já existentes e a possibilidade de 151 leitos novos. Queremos que o número chegue a 211. Destes prontos e à disposição, temos só 8 ocupados, com taxa de 5,3%. Até o momento, temos a garantia que todos os cidadãos do estado tenham atendimento, é um quadro totalmente diferente do Amazonas, Manaus, Ceará, Espírito Santo, quando vemos o colapso completo do sistema de saúde e não queremos que isso aconteça aqui, então, mantenhamos o nosso isolamento social e queremos ampliá-lo para chegar a 60, 65 e 70%. É um quadro importante, que mostra claramente que, quanto maior a adesão, menos casos. E, quanto menor a adesão, maior é o número de casos", disse.

Sobre o 'drive-thru' para o Covid-19, Rezende colocou Mato Grosso do Sul como sendo um estado pioneiro na testagem rápida. "O município de Dourados inicia amanhã o drive thru e, na terça-feira, também em Três Lagoas, com a colaboração das universidades e as secretarias municipais de saúde nos auxiliando, para que a gente amplie os testes aqui e possamos fazer as intervenções e assim evitar as mortes no estado. Também queremos fazer com que todos que foram acometidos pela pandemia tenham um atendimento adequado, quer seja em uma enfermaria, leito de UTI ou então orientados por um profissional de saúde que façam a sua quarentena, isolados em casa", finalizou.

Por Graziela Rezende, G1 MS
Tecnologia do Blogger.