Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

Deputado Marçal Filho quer construção de casa de apoio para o Hospital Regional de Dourados

Deputado diz que casa de apoio é fundamental para dar suporte a pacientes e acompanhantes

©DIVULGAÇÃO
O deputado estadual Marçal Filho (PSDB) sugeriu ao governador Reinaldo Azambuja e ao secretário de saúde Geraldo Resende a construção de casa de apoio para dar suporte ao Hospital Regional de Dourados, em obras às margens da BR-463. Referência para 34 municípios da região sul do estado, o Regional receberá pacientes e acompanhantes que irão depender de um espaço para se hospedarem durante período de tratamento.

Dourados possui uma casa de apoio para pacientes em tratamento de câncer e seus acompanhantes. Como o município é referência em saúde, o espaço sempre está lotado. Com a finalização da primeira etapa do Hospital Regional, prevista para o final de 2021, atendimentos e procedimentos cirúrgicos poderão ser iniciados. "Teremos que ter essa casa de apoio, pois sabemos o quanto será fundamental", justifica o deputado.

Nas casas de apoio o paciente e seus acompanhantes têm à disposição café da manhã, almoço, chá da tarde e jantar. Aqueles que recebem uma dieta diferenciada em virtude do tratamento são supervisionados pelo próprio hospital.

Com investimentos de aproximadamente R$ 53 milhões, o Hospital Regional de Dourados é aguardado pela sociedade para desafogar os serviços represados e que provocam superlotação no Hospital da Vida. A unidade está sendo construída devido a uma luta de Marçal Filho que destinou recursos quando era deputado federal. Como a verba ficou garantida, coube ao governo do estado entrar com contrapartida financeira para tirar o hospital do papel.

O Regional vai contar com 210 leitos, 10.706 m² de área e quando estiver pronto será referência para todo o sul do estado. Anexo à unidade, o governo vai construir também um Centro de Diagnóstico Médico e um Centro de Especialidades, que envolverão investimentos da ordem de R$ 11,7 milhões. Para melhor atender os pacientes, Marçal agora busca alternativa para construir a casa de apoio.

ASSECOM
Tecnologia do Blogger.