Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

Deputado Contar confirma que equipamentos de energia serão periciados ainda este mês

©DIVULGAÇÃO
O cronograma de retirada e envio dos medidores de energia, proposto pelo relator da CPI Energisa, deputado estadual, Capitão Contar (PSL), foi aprovado e os trabalhos devem iniciar na próxima segunda-feira (16), com o sorteio das unidades consumidoras. "A CPI é um ente legitimado pela Constituição Federal, com amplo poder investigatório. A Concessionária está tendo a oportunidade de acompanhar todo o processo, garantindo ainda mais transparência aos trabalhos realizados”, argumenta.

Haverá um sorteio entre os processos da base de dados do Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor de Mato Grosso do Sul), desse montante, serão sorteadas 300 unidades consumidoras, das quais 200 serão periciadas por especialistas na USP-São Carlos (Universidade de São Paulo Campus de São Carlos). 

A Concessionária, acompanhada pela CPI, começará a recolher os medidores na quarta-feira (18), com término na quinta-feira (26). Após este procedimento, os equipamentos ficarão com a equipe do professor doutor da cadeira de Engenharia Elétrica da USP/ São Carlos, Rogério Andrade Flauzino.

"A CPI tem demonstrado boa-fé com a Concessionária de energia, que deveria ser a primeira interessada em esclarecer os fatos. Há indícios que essas unidades consumidoras não estejam aferindo conforme deveriam, desta forma, nada mais legítimo do que o trabalho feito pela CPI, que tem respaldo legal”, salienta o representante da OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil de Mato Grosso do Sul), Roberto Cunha, que tem contribuído junto à Comissão.

Ainda na reunião de hoje da CPI, um consumidor foi ouvido. Ele relatou que em seu consultório médico, as leituras do medidor de energia estavam com valores abusivos, e que o fato foi comprovado por meio de uma empresa particular contratada por ele.

Esse é o segundo depoente que apresenta suspeita de irregularidades nos equipamentos de energia com laudos de técnicos especialistas.

Capitão Contar defende celeridade na CPI Energisa e reitera a importância da apuração técnica. “Esse estudo leva em consideração as diversas ações de denúncias de consumidores que procuraram o Procon-MS. A população sul-mato-grossense precisa de respostas, e nós, como representantes, devemos nos empenhar para dar uma conclusão aos questionamentos de um serviço público”.

ASSECOM
Tecnologia do Blogger.