Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

CPI Energisa segue ALMS e fica suspensa por 15 dias, mas trabalhos administrativos continuam

©DIVULGAÇÃO
A CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) Energisa terá seus trabalhos suspensos por 15 dias acompanhando o ato da ALMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul) que prevê essa medida de segurança por conta do surto de COVID-19, o coronavírus. A deliberação ocorreu na manhã desta terça-feira (17), em plenário. Ela começa a valer amanhã (18) e segue até o dia 2 de abril.

"A CPI vai ser suspensa, porém os trabalhos administrativos vão continuar, assim como os que já estavam programados. Amanhã, começa às 7h a retira dos medidores de energias das unidades consumidoras e se encerra até às 17h, do dia 26. A entrega dos equipamentos para fazer a perícia por especialistas da USP-São Carlos deve ocorrer no dia 27", explica o deputado estadual e relator da Comissão, Capitão Contar (PSL).

Na segunda-feira (16), houve o sorteio dos medidores de energia da Concessionária Energisa. Os equipamentos vão passar por ensaio de desempenho no laboratório do Departamento de Engenharia da USP-São Carlos (Universidade de São Paulo Campus de São Carlos). 

O deputado estadual informou que o sorteio contemplou 200 medidores em um universo de 2,3 mil consumidores que registraram queixas de aumento injustificado contra a Concessionária no Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor de Mato Grosso do Sul), no ano de 2019. 

Contar também reforça que após os sorteios das unidades consumidoras que terão seus medidores de energia retirados a Concessionária Energisa não poderá ser violado salvo em extrema necessidade e, se caso isso ocorrer, a empresa deverá oficializar imediatamente aos membros da CPI.

ASSECOM
Tecnologia do Blogger.