Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

Governo de MS decreta luto de 3 dias pela morte de Dirceu Lanzarini

Em nota, Executivo lamenta morte e classifica secretário e ex-prefeito como “municipalista e com visão articulada”

Dirceu Lanzarini, de 62 anos, foi prefeito de Amambai por três mandatos (Foto: A Gazeta News)
O governo do Estado decretou luto de três dias pela morte do secretário especial da Casa Civil, Dirceu Lanzarini, de 62 anos, morto a tiros nesta segunda-feira (24).

A nota, assinada pelo governador em exercício, Murilo Zauith (DEM), relembra a trajetória de Dirceu e o-classifica como “municipalista e com visão articulada”.

Nascido em São Paulo, Dirceu Lanzarini se mudou para Amambai, distantes 360 km de Campo Grande, em 1981. Passou pela Agrar (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural) e foi eleito três vezes para o cargo de prefeito de Amambai, a primeira delas em 1997.

Também comandou a Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul) nos governos de Zeca do PT e André Puccinelli. Também foi presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul). Em novembro de 2018 foi nomeado para o cargo de secretário especial da Casa Civil do governo do Estado.

Dirceu Lanzarini e o genro Hesley Matricardi foram baleados na manhã desta segunda-feira em sua fazenda, em Amambai, e levados ao Hospital do Coração, em Dourados, distantes 228 km de Campo Grande. O ex-prefeito foi atingido no braço e na cabeça, perdendo massa encefálica. O genro foi atingido no pescoço, no braço e na axila.

Os dois teriam sido atingidos pelo funcionário da fazenda identificado como Luiz Fernandes, o “Paraguai”, após desavença relacionada a trabalho. Luiz Fernandes está foragido.

Por: Gabriel Neris
Tecnologia do Blogger.