Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

CAPITAL| Multas e sinalização não impedem motoristas de estacionarem em local proibido

Revitalizada, 14 de Julho não tem parquímetro, mas há sinalização horizontal e vertical

Aplicação de multas não inibe estacionamento irregular ©Bruno Henrique/CE
Com a modernização da 14 de Julho, a via passou a ter calçadas mais largas e enfoque no pedestre que visita o comércio na rua. Para motoristas, entretanto, as vagas se tornaram mais escassas e, em alguns trechos, o espaço é apenas para embarque e desembarque. Apesar da sinalização horizontal e vertical, muitos ainda insistem em estacionar nos locais proibidos.

Entre as avenidas Afonso Pena e Marechal Rondon, as placas são claras e visíveis: nas vagas existentes no local, os carros devem realizar paradas apenas realizar embarque e desembarque. Em outros trechos, com a faixa amarela, nem mesmo a parada é permitida. Apesar do aviso sobre as novas regras, em três situações diferentes o Correio do Estado flagrou veículos ignorando a sinalização e estacionados nos espaços.

“Já não é caso de confundir, não é uma informação desconhecida. As placas são claras e indicam onde é permitido estacionar e onde não é. A rua está bem sinalizada, quem estaciona sabe que está errado e insiste em fazer”, afirma o gerente de Fiscalização de Trânsito da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran), Carlos Guarini. Para orientar motoristas sobre as mudanças de estacionamento decorrentes da revitalização da rua, foram feitas ações no fim de novembro, antes das alterações entrarem em vigor.

Ainda segundo Guarini, tanto agentes da Guarda Municipal quanto da própria Agetran realizam acompanhamento de possíveis infrações no local. “Temos equipes que fazem o trabalho de monitoramento na rua. Então estamos fiscalizando e autuando infrações desse tipo e outras que venham a ser cometidas”, afirma. 

FLEXPARK

A instalação do Serviço de Estacionamento Regulamentado (SER), que existia antes da reforma na via, até junho de 2018, e ajuda no controle do fluxo das vagas de estacionamento, não tem data para ocorrer. A Agetran e a Flexpark, concessionária do serviço, mantêm um impasse desde novembro do ano passado. Enquanto a administração municipal não quer a instalação dos totens (parquímetros) de estacionamento na Rua 14 de Julho, a Flexpark alega que não fará novos investimentos no local.

Fonte: CE
Por: ALÍRIA ARISTIDES


Tecnologia do Blogger.