Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

Deputado Marçal Filho manifesta indignação com a revogação da redução da cobrança do pedágio da BR-163

Deputado Marçal deixou claro sua insatisfação com o descaso que a CCR MSVia dispensa ao contribuinte sul-mato-grossense ©Gildo Tavares
O deputado estadual Marçal Filho manifestou indignação durante sessão na Assembleia Legislativa com a decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), que revogou decisão da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), que reduziria em 53,94% o valor cobrado pelo pedágio na BR-163, que corta Mato Grosso do Sul.

O parlamentar deixou claro sua insatisfação com o descaso que a CCR MSVia dispensa ao contribuinte sul-mato-grossense. “A CCR MSVia não está cumprindo o contrato, não está fazendo a duplicação, não está construindo os túneis e viadutos. Desta forma, os usuários saem prejudicados, porque pagam o valor cheio do pedágio como se a rodovia estivesse 100% duplicada” destacou.

Dos 845,2 quilômetros da BR-163 em Mato Grosso do Sul, foram duplicados 138,5 quilômetros pela CCR MSVia desde o início da concessão, em 2013, ao custo de R$ 1,9 bilhão. O trecho pronto corresponde a 16,3% do total, que, pelo contrato vigente, a empresa teria até o final deste ano para terminar a duplicação de toda a extensão da rodovia.

Em dezembro de 2013, o governo federal fez o leilão de nove lotes de rodovias para a iniciativa privada. Entre os vários que o grupo CCR venceu, estava o trecho sul-mato-grossense da BR-163. A concessionária abandonou a obra de duplicação há mais de dois anos, após ter pedido de revisão do contrato negado. Desde então, a empresa faz apenas a manutenção do trecho.

ASSECOM
Tecnologia do Blogger.