Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

Forma apressada de votação é repudiada pelo deputado Capitão Contar

©DIVULGAÇÃO
Contra votações apressadas e sem tempo suficiente de análise diante da importância e impacto da PEC (Proposta de Emenda Constitucional) para a população. Com esses argumentos e diante da relevância das pautas que estão sendo apresentadas nos últimos dias de sessão, o deputado estadual, Capitão Contar (PSL), votou contra a quebra de interstício, medida na qual dois terços dos deputados estaduais podem votar para que seja reduzido o tempo de votação das medidas estabelecidas em dez sessões ordinárias para receber emendas e mais dez dias para a CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação) opinar sobre sua legitimidade, conforme regimento.

"Quero deixar claro que não estou votando contra a PEC que altera o Sistema de Previdência Social, o que estou contra é o formato de caráter emergencial totalmente desnecessário e até perigoso considerando a pertinência da matéria. Afinal, precisamos analisar cuidadosamente o impacto para a população, mesmo se for, exatamente, nos moldes propostas pelo Governo Bolsonaro, medida necessária para o País, precisa de uma profunda análise", afirma Capitão Contar.

Capitão Contar destaca que essa aparente prática de apresentar diversos projetos, PEC’s, do Poder Executivo, em grande volume e nessa redução de tempo, prejudica uma análise criteriosa cujos temas impactam diretamente população. "Precisamos respeitar os prazos definidos e tratar como exceção o que é exceção, de fato, conforme o regimento!".

ASSECOM
Tecnologia do Blogger.