Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

Evento de influenciadores comprova profissionalização e crescimento do mercado em MS

InflueMS, realização do Sebrae e da Rádio Blink 102, trouxe 20 personalidades do mundo digital que compartilharam dicas sobre nova profissão

©DIVULGAÇÃO
O mercado de influenciadores digitais tem se tornado uma carreira viável e mais uma opção rentável de anúncio para empresas. Foi o que comprovaram os participantes do InflueMS, primeiro congresso da área realizado em Mato Grosso do Sul pelo Sebrae e a Rádio Blink 102. O evento reuniu 20 personalidades do mundo digital nos dias 30 e 31 de outubro em Campo Grande, para mostrar como influenciar nas redes sociais e dar dicas sobre gestão do negócio.

Um dos destaques foi o influenciador Gabriel Gasparini, mais conhecido como “Gaspa Indica” (@gaspaindica). Ele deixou a profissão e fez a transição para o novo estilo de trabalho, que lhe rendeu o prêmio de R$ 1 milhão no programa “O Aprendiz”. Para o empreendedor, reconhecido em nível nacional, os interessados em se profissionalizar na área podem explorar nas redes sociais um assunto que dominem.

"São dois pilares fundamentais: Encontre a tua paixão para falar no Instagram, invista nela, em algo que você domine e tenha propriedade para falar. Em segundo lugar, não abra mão em hipótese alguma da sua credibilidade, e então acredito que você vai longe", orientou.

No âmbito regional, o apresentador e jornalista Tatá Marques (@tatapovo) destacou a importância de ter autenticidade nas postagens. "Não só os filtros das fotos, mas os filtros emocionais e intelectuais também ajudam a separar o que realmente interessa ou é mais relevante para o público". O influenciador também falou sobre as crenças e valores pessoais, o que agregaria conteúdo ao material publicado nas redes.

Além de dicas de conteúdo, o Primeiro Congresso dos Influencers buscou mostrar a profissionalização do setor, com orientações sobre gestão de negócio. Os participantes comprovaram a importância do reconhecimento dos profissionais como nova opção de marketing para as empresas.

“É importante para os negócios tradicionais, que tem utilizado um influenciador digital como uma fonte de divulgação dos seus produtos. Vale lembrar que esse influenciador deve passar a imagem correta, fazer a apresentação do produto e mostrar aos seus seguidores o valor da empresa. O próprio influenciador acaba se transformando em uma empresa de marketing, então ele deve fazer a sua gestão, mostrar esse profissionalismo nele também”, afirma a analista técnica do Sebrae/MS, Isabella Fernandes.

Público aprova

Fundadora da página Plus On (@plus.on) destinada ao público plus size e Marketing Digital de um centro de beleza da capital, Jaqueline Himoto participou dos dois dias de congresso. A publicitária conta que acredita num futuro promissor para a área, por meio de capacitações como esta que estimulam os criadores de conteúdo.

Recém descoberta influenciadora, Jaqueline explica que passou a difundir ideias em centenas de pessoas. “Muitos blogueiros são influenciadores e ainda não sabem, como foi o meu caso. Eu postava pensamentos, dicas de lugares e de roupas e, depois de ser chamada para participar de programas de TV por conta disso, me descobri digital influencer. Meus seguidores vão até os lugares que eu indico e provam eles mesmos”.

Para a acadêmica de Publicidade e Propaganda Lays Abdalla, o evento mostrou outras opções de carreira. “Gostei bastante deste congresso. Pude ver diversas possibilidades de mercado para trabalhar nesta área tão nova. Acho importante a fomentação de capacitações para este público, que serve tanto para quem já tem um objetivo quanto para aqueles que, assim como eu, ainda estão estudando em que campo investir”, finaliza.

ASSECOM
Tecnologia do Blogger.