Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

Deputado Paulo Corrêa anuncia apoio para instalação de “salas lilás” em municípios de MS

©LUIZ CARLOS JR 
O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, deputado Paulo Corrêa, recebeu na tarde desta quarta-feira (23) o Delegado Geral da Polícia Civil, Marcelo Vagas, e outros representantes da instituição e anunciou a destinação de emendas parlamentares para a instalação das chamadas “salas lilás” nas delegacias que ficam nos municípios do interior.

A sala lilás é um projeto da Polícia Civil voltado para o atendimento de mulheres vítimas de violência doméstica e crianças e adolescentes vítimas de abuso sexual. O objetivo é levar o projeto para cidades que não contam com delegacias especializadas neste tipo de atendimento.

“Recebi a visita do Dr. Marcelo Vargas, com toda a equipe que cuida carinhosamente deste projeto, e me comprometi a ajudar na instalação de duas unidades da sala lilás nos municípios de Inocência e Aral Moreira. É um projeto muito importante. Nosso objetivo, claro que é acabar com esse tipo de violência, mas enquanto isso não acontece, temos que oferecer todo suporte necessário às vítimas”, disse Paulo Corrêa.

O recurso disponibilizado pelo parlamentar por meio de emendas será utilizado na estruturação das salas, compra de equipamentos e mobiliário.
©LUIZ CARLOS JR
O Delegado Geral da Polícia Civil agradeceu Paulo Corrêa e explicou a importância do projeto. “A Assembleia Legislativa é parceira nossa e o deputado Paulo Corrêa mais ainda. Ele já assumiu o compromisso de destinação de emenda para que possamos efetivar esse projeto em mais dois municípios. A instalação de delegacias de atendimento à mulher é uma solicitação de vários vereadores e prefeitos do interior, mas devido à demanda, infelizmente não temos condições de criar uma delegacia nova em cada município. Então, a solução que tivemos foi a criação desta sala lilás.”, destacou ele.

A escrivã de Polícia Angélica Fontanari, assessora de Gestão, Processo e Planejamento da Polícia Civil, explicou que três salas lilás já foram implantadas no Estado e que a proposta é atingir os 67 municípios que não dispõe do serviço.

“Em agosto instalamos a sala em três unidades. A sala é como se fosse uma célula da DEAM nas delegacias. Quando uma mulher vítima de abuso chega à delegacia, ela tem que ficar na recepção, junto com autor, com outras pessoas que estejam ali. E a sala lilás é um ambiente preparado, humanizado. Assim, quando essa mulher, adolescente ou jovem chegar à delegacia, imediatamente elas vão receber esse atendimento especial”, pontuou.

Para o Delegado Roberto Gurgel de Oliveira Filho, que também integra a assessoria de Gestão, Processo e Planejamento da Polícia Civil, o objetivo é instalar as salas em todos os municípios até o final d 2019.

“Ficamos muito felizes com a receptividade do deputado e também por ele entender a importância deste projeto. O que viemos buscar é recurso para atender a população. O prezo que temos para implementação esse projeto é até 2020. Temos alguns compromissos e estamos buscando ampliar essa rede de atendimento à mulher”, explicou.

Hoje apenas a Capital conta com uma Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM) e outros 11 municípios com as DAMs (Delegacia de Atendimento à Mulher). Os três municípios que já foram contemplados com o projeto sala lilás são: Sidrolândia, Rio Negro e Ribas do Rio Pardo.

Por: Edilene Borges
Tecnologia do Blogger.