Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

Em reunião com bancada federal, Sebrae/MS reforça atuação pelos pequenos negócios

Encontro foi convocado por representantes do Sistema S para apresentar atuação no estado, além de defender as pautas prioritárias para o desenvolvimento

©DIVULGAÇÃO
Representantes do setor produtivo se reuniram com o governador Reinaldo Azambuja, senadores e deputados federais pelo Estado na noite de sexta-feira (28), no Edifício Casa da Indústria, em Campo Grande. Durante o encontro, as instituições apresentaram as pautas prioritárias para o desenvolvimento do setor, além de dados que comprovam a atuação do Sistema S em Mato Grosso do Sul, representado pelo Sebrae, Sesi, Senai, Sesc, Senac, Senar, Sest, Senat e Sescoop.

No caso do Sebrae, dos 79 municípios de MS, a instituição está presente em 52, com consultorias, cursos, feiras, oficinas, palestras, entre outros serviços voltados ao sucesso dos pequenos negócios. Diante de um cenário de recuperação da economia, o trabalho fomenta emprego e renda, já que no Estado, 60% dos postos gerados estão nas micro e pequenas empresas. Para 2019, a projeção do Sebrae é de atender 43 mil empreendimentos.

Os dados foram apresentados pelo diretor-superintendente do Sebrae/MS, Claudio Mendonça. Ele destacou a transparência da instituição, reforçando que todo o trabalho é fiscalizado frequentemente. “No ano passado, recebemos nove auditorias, todas as nossas contas são transparentes, convidamos a todos a conhecer a instituição”, disse.

Ainda no encontro, os representantes do setor produtivo, incluindo a Fiems (Federação das Indústrias), Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária), Fecomércio-MS (Federação do Comércio), Faems (Federação das Associações Empresariais) e Sebrae/MS (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) pediram a compreensão da bancada federal, explicando que o Sistema S tem sido alvo de desinformações. Atualmente, cerca de 70 projetos de lei que afetam o sistema tramitam na Câmara e no Senado.

Pautas para o desenvolvimento

Além de mostrar o trabalho das instituições, os representantes do setor produtivo defenderam as pautas que consideram prioritárias para o desenvolvimento de Mato Grosso do Sul. A bancada federal recebeu o apoio formal à Proposta de Emenda à Constituição que modifica o Sistema de Previdência Social e à Proposta de Reforma Tributária contida na PEC 45/2019, que simplifica e racionaliza o sistema tributário brasileiro.

Os representantes também demonstraram preocupação com a mudança na destinação de recursos do FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste).

O senador Nelson Trad afirmou que as demandas serão analisadas pelos parlamentares. “Existe um compromisso e alinhamento da bancada federal do Estado em prol do desenvolvimento e geração de oportunidades, as demandas e dados que nos foram apresentados hoje contribuirão para o nosso trabalho”.

Além do senador Nelson Trad, o encontro teve a participação do suplente da senadora Soraya Thronicke, Danny Fabrício, dos deputados federais Fábio Trad, Luiz Ovando, Vander Loubet, Dagoberto Nogueira, Rose Modesto, Bia Cavassa e Beto Pereira. Também contou com a presença do governador Reinaldo Azambuja, dos secretários estaduais Jaime Verruck e Eduardo Riedel, e do prefeito de Amambai, Edinaldo Bandeira, vice-presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul).

ASSECOM
Tecnologia do Blogger.