Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

Deputado Luiz Ovando diz que torce por Simone no Ministério

Deputado federal avaliou que a senadora está à frente dos seus 'concorrentes' de partido para a pasta

Deputado federal Luiz Ovando durante sessão na Câmara Federal ©Luis Macedo/Câmara dos Deputados
O deputado federal Luiz Ovando (PSL) afirmou não ter dúvidas de que a senadora Simone Tebet (MDB) seria um bom nome para assumir o Ministério da Integração Nacional. De acordo com ele, a parlamentar tem competência, experiência e “estatura” política para o cargo.

“Não tenho nenhuma dúvida, é excepcional [o nome dela]. Ela tem estatura política, experiência política e competência política para poder assumir. Tem meu total apoio, sem nenhuma dificultado, declarou em entrevista ao Jornal Midiamax.

Na visão do deputado, com mais um ministro, atualmente o Estado tem dois – Tereza Cristina na Agricultura e Luiz Henrique Mandetta na Saúde –, Mato Grosso do Sul ficaria “bem situado no cenário dos ministérios.

O parlamentar também lembrou que por ser do MDB, isso quebraria um pouco da hegemonia de ministério do o DEM possui atualmente. São três, sendo os dois de Mato Grosso do Sul e o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (RS).

“Mas o importante aí é a pessoa da Simone, a competência dela, a articulação política que ela tem e a representatividade. Acho muito oportuno se vier a acontecer após a medida ser aprovada”, continuou.

Sobre os outros nomes do MDB que concorrem ao cargo junto com a senadora, o deputado disse continuar preferindo o da sul-mato-grossense. “O Romero Jucá tem que ficar quieto lá, tem um passado obscuro para trás. Não conheço esse senador [Fernando Bezerra Coelho – PE], mas eu indiscutivelmente opto pela Simone, se ela realmente aceitar. Eu ficaria bastante tranquilo se ela realmente aceitasse”, finalizou.

A Medida Provisória 870 que, entre outras coisas, recria o Ministério da Integração Nacional e o Ministério das Cidades, após a extinção do Ministério do Desenvolvimento Regional, está em tramitação na Câmara dos Deputados e no Senado e deverá ser votada até o fim deste mês.

Fonte: Midiamax
Por: Daiany Albuquerque
Tecnologia do Blogger.