Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

Acadêmico de direito fazia parte de quadrilha que ‘pescava’ dinheiro nos bancos

Quadrilha atuava em seis cidades do Estado 

©Minamar Júnior
Desde de fevereiro policiais do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Bancos, Assaltos e Sequestros) investigam uma quadrilha que atuava no Estado ‘pescando’ envelopes com dinheiro de caixas eletrônicos. A quadrilha atuava em seis cidades do Estado e um acadêmico de direito integrante do grupo acabou preso. Um está foragido.

Através de imagens de câmeras de segurança das agências bancárias, Santander e Sicredi, os investigadores perceberam que um dos integrantes mancava de uma perna, já que tem uma perna mecânica, além de tatuagens. Através das imagens, os policiais conseguiram chegar ao bando.

Foram presos Luiz Fernando da Silva Cavalheiro, de 23 anos, estudante de direito e seu irmão Luiz Gustavo da Silva Cavalheiro de 21 anos, além de um motorista de aplicativo Atilano Batista da Costa – ele foi preso anteriormente por equipes da Defurv, por fazer parte também de um esquema de roubos a colegas motoristas. Erick Matheus da Silva Ferreira de 21 anos, está foragido da Justiça após ser avisado por Atilano da prisão de metade da quadrilha.

A quadrilha anteriormente era comandada por Juan Daniel da Silva Capuzzelo de 33 anos, mas ele acabou preso em fevereiro deste ano junto da namorada, em um motel em São Paulo depois de roubar R$ 40 mil de uma agência bancária no Estado. Com a sua prisão, o irmão Erick veio do estado paulista para ensinar os outros integrantes da quadrilha a como ‘pescar’ os envelopes. Foram 11 ações cometidas pelo bando, mas que resultou no furto de apenas R$ 2 mil.

As cidades em que a quadrilha atuava era na Capital, Sidrolândia, Nova Alvorada do Sul, São Gabriel, Aquidauana, e Bandeirantes.





Fonte: Midiamax
Por: Thatiana Melo e Mariana Rodrigues
Tecnologia do Blogger.