Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

Preso suspeito de matar professora a facadas no dia de seu aniversário

Mulher foi atingida com pelo menos 20 golpes de faca pelo corpo

Suspeito confessou o crime ©Correio da Manhã
O suspeito de esfaquear até a morte a professora Nádia Sol Neves Rondon, de 38 anos, se apresentou à Polícia Civil logo após o crime. Identificado como Edevaldo Costa, ele era ex-marido da vítima e confessou o crime. À polícia, ele disse que não aceitava o fim do relacionamento.

Conforme o Correio da Manhã, vizinhos presenciaram a fuga do suspeito em uma motocicleta e disseram que o assassino possuía características semelhantes a do ex-marido da vítima. Fotos também ajudaram na identificação.

Testemunhas também disseram que o suspeito havia jogado a faca utilizada no assassinato no quintal de vizinhos. Edevaldo se apresentou na delegacia de Polícia Civil, onde foi preso em flagrante pelo delegado Fernando Araújo por feminicídio. Ao delegado, o homem alegou que não aceitava o término.

Caso 

Nádia foi assassinada na manhã deste domingo (10) no dia de seu aniversário, com pelo menos 20 facadas. O crime ocorreu na casa onde a vítima morava no bairro Universitário, em Corumbá, a 419 km de Campo Grande. 

Conforme o Folha MS, o Corpo de Bombeiros foi acionado para atender um esfaqueamento, na Alameda Adelina. No local, os militares encontraram a mulher inconsciente com pelo menos 20 perfurações de faca pelo corpo.

Os golpes atingiram as costas, tórax, rosto e braços. Três perfurações de grade profundidade na região lombar e uma no tórax, além de apresentar intensa hemorragia e dificuldade respiratória.

A vítima chegou a ser levada ao pronto-socorro de Corumbá, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Vizinhos relataram que o autor das lesões teria sido seu ex-marido que não aceitava o fim do relacionamento.

O crime ocorreu no dia em que a vítima completou 38 anos. A Polícia Civil investiga o caso.

Por: Danielle Valentim
Tecnologia do Blogger.