Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

Reconhecida internacionalmente, carne bovina produzida em MS registra recorde nas exportações

©DIVULGAÇÃO
Inseminação artificial por tempo fixo, melhoramento genético, transferência de embriões, drones para acompanhar o rebanho, aplicativos. Esses são alguns exemplos de como o produtor rural de Mato Grosso do Sul tem adotado tecnologias e elevado o desempenho do setor produtivo.

Especificamente no setor pecuário, o resultado tem sido a melhora da qualidade da carne bovina produzida e, consequentemente, o reconhecimento internacional. Dados compilados pela Unidade Técnica do Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS, com as informações do MDIC – Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, mostram que em janeiro deste ano as vendas internacionais de carne bovina in natura atingiram 12 mil toneladas, resultado que supera as vendas registradas no mesmo período em anos anteriores.

O volume é 11,7% maior que o de janeiro de 2018 e 34% a mais que o de 2017, quando os embarques internacionais somaram 9 mil toneladas. A receita das exportações do setor totalizou US$ 43 milhões em janeiro deste ano.

Para o presidente do Sistema Famasul, Mauricio Saito, os números revelam a importância do setor pecuário para o MS. “Somos o segundo maior produtor de carne bovina do País e o 5º maior exportador, resultado que demonstra o perfil empreendedor, profissional e responsável dos produtores rurais do nosso estado”.

Em 2018, as vendas externas de carne bovina (considerando os tipos in natura, industrializada e miudezas) apresentaram o terceiro maior resultado histórico, somando 153,6 mil toneladas, ficando apenas aquém das negociações de 2013 (156 mil toneladas) e 2014 (165 mil toneladas). O Chile, que respondeu por 22% da receita obtida em 2018, é o principal importador da nossa carne.

Dinapec 

 Como o tema “Soluções para o Agro Sustentável”, a Embrapa Gado de Corte e o Sistema Famasul realizam, entre 20 e 22 de fevereiro, a Dinapec – Dinâmicas Agropecuárias 2019. A iniciativa tem como objetivo apresentar tecnologias para o setor produtivo. A expectativa é que 4 mil pessoas visitem a vitrine, que reunirá 11 roteiros e 13 oficinas.

O Sistema Famasul, que é pelo terceiro ano consecutivo correalizador do evento estará presente com extensa programação durante os três dias da Dinapec, que acontece na Embrapa Gado de Corte, em Campo Grande.

O Senar/MS oferecerá oficinas práticas de utilização de drones e de como conduzir plantas frutíferas em vasos. Nos três dias de evento acontecerão os giros tecnológicos, que vão destacar o trabalho dos programas de assistência técnica e gerencial (ATeG). A Dinapec também será sede do Encontro de Jovens que traz o tema “Jovens, o Agro e o Futuro. Como os Jovens estão se preparando para o futuro?”. A iniciativa é da Comissão Famasul Jovem e acontece no dia 22 de fevereiro, a partir das 14h, na tenda principal da Dinapec.

Uma das novidades da participação do Sistema Famasul na Dinapec 2019 é a oferta de atendimento odontológico gratuito aos participantes e colaboradores da Embrapa, com a unidade móvel do projeto Pingo D’Água, do Senar/MS. Serão realizados atendimentos gratuitos, por ordem de chegada, durante todo o período da feira. Entre os serviços oferecidos estão a extração, limpeza, aplicação de flúor, restauração de resina e amálgama.

Mercado Agropecuário 

O Sistema Famasul divulga todas as segundas-feiras uma matéria sobre o andamento das principais cadeias produtivas de Mato Grosso do Sul. Acompanhe!


Fonte: Assessoria de Comunicação do Sistema Famasul 
Por: Ana Brito
Tecnologia do Blogger.