Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

Presidente da CNI, Robson Andrade é preso em operação da PF

Andrade, que já presidiu a Fiemg, foi preso em São Paulo; há cumprimento de mandados em Nova Lima, na região metropolitana de BH

Robson Braga de Andrade sugeriu que o Brasil adote iniciativas que autorize uma carga horária de até 80 horas semanais e de 12 horas diárias para os trabalhadores
O presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Andrade, foi preso na manhã desta terça-feira (19) durante a Operação Fantoche da Polícia Federal.

Andrade, que já presidiu a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), foi preso em São Paulo.

A operação é feita com a colaboração do Tribunal de Contas da União (TCU) e visa desarticular uma organização de crimes contra a administração pública, fraudes licitatórias, associação criminosa e lavagem de ativos.

São cumpridos 40 mandados de busca e apreensão e dez de prisão temporária no Distrito Federal e nos Estados de Pernambuco, Minas Gerais, São Paulo, Paraíba, Mato Grosso e Alagoas.

Em Belo Horizonte, são cumpridos três mandados de busca e apreensão. Já em Nova Lima, na região metropolitana, são cumpridos um mandado de prisão temporária e dois de busca e apreensão.

Segundo informações da PF, um grupo de empresas, sob o controle de um mesmo núcleo familiar, atuava desde 2002 executando contratos firmados por meio de convênios com o Ministério do Turismo e entidades paraestatais do intitulado “Sistema S”. Estima-se que o grupo já tenha recebido mais de R$ 400 milhões decorrentes desses contratos.

As investigações apontaram que o grupo utilizava entidades de direito privado, sem fins lucrativos, para justificar a celebração de contratos e convênios diretos com o ministério e unidades do Sistema S. Os contratos eram, em sua maioria, voltados à execução de eventos culturais e de publicidade superfaturados e com inexecução parcial, sendo os recursos posteriormente desviados em favor do núcleo empresarial por intermédio de empresas de fachada.

A movimentação em frente a sede da Fiemg em Belo Horizonte, na avenida do Contorno é grande. Nesta manhã policiais federais compareceram ao local, mas saíram da sede sem falar com a imprensa. Uma coletiva de imprensa será dada nesta manhã em Pernambuco.

Fonte: OTempo
Tecnologia do Blogger.