Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

Mourão: 'Se o presidente quisesse Carlos no Palácio do Planalto, teria nomeado ele lá'

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão — Foto: Reprodução/TV Globo
Para o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, se o presidente Jair Bolsonaro quisesse que o filho Carlos Bolsonaro atuasse no Palácio do Planalto, teria o nomeado para um cargo no governo.

Carlos é vereador no Rio de Janeiro e, nesta semana, protagonizou uma crise com o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Carlos Bebianno. O episódio desgastou a relação de Bebianno com o presidente e deve lhe custar o cargo.

"Eu acho que se o presidente quisesse o Carlos no Palácio do Planalto, ele teria nomeado ele lá", afirmou Mourão.

O vice disse ainda que Jair Bolsonaro vai saber resolver a questão da influência dos filhos no governo. Além de Carlos, Bolsonaro tem outros dois filhos na política: Eduardo (deputado federal) e Flávio (senador).

"Acho que o presidente está dando um tempo para organizar isso aí", disse Mourão.

Na sexta-feira (15), Carlos publicou numa rede social que apoia uma homenagem a Mourão feita pela Câmara de Vereadores do Rio.

A crise

Reportagem da "Folha de S.Paulo" publicada na semana passada revelou repasse do PSL de R$ 400 mil de recursos públicos do fundo partidário para uma candidata de Pernambuco suspeita de ser "laranja". Bebianno era o presidente do partido durante as eleições e, segundo a reportagem, autorizou os repasses.

Dias depois, para negar que houvesse crise por causa da denúncia do jornal, Bebianno disse que tinha conversado três vezes com Jair Bolsonaro enquanto o presidente ainda estava internado em São Paulo.

Em uma rede social, o vereador Carlos Bolsonaro classificou a afirmação de Bebianno como "mentira absoluta". Depois, Jair Bolsonaro compartilhou as mensagens do filho na mesma rede social.


Fonte: G1
Por Andréia Sadi
Tecnologia do Blogger.