Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

PF faz buscas em endereços ligados ao advogado de Adélio Bispo

O objetivo da operação é tentar identificar quem estaria financiando a defesa do autor do atentado

©REUTERS
Dois mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos pela Polícia Federal de Minas Gerais, nesta sexta-feira (21), no escritório e em uma empresa do advogado Zanone Manuel de Oliveira Júnior. Ele é o responsável pela defesa de Adélio Bispo, que esfaqueou Jair Bolsonaro (PSL) durante ato de campanha em Juiz de Fora, no dia 6 de setembro.

O objetivo da operação é tentar identificar quem estaria financiando a defesa do autor do atentado, afirmou o delegado Rodrigo Morais, que coordena as investigações da PF. Atualmente, Bispo, indiciado por prática de atentado pessoal por inconformismo político, crime previsto na Lei de Segurança Nacional, está preso em penitenciária federal em Campo Grande.

De acordo com o G1, também está sendo investigada a possibilidade de Adélio não ter agido sozinho. Um segundo inquérito foi aberto com a missão de comprovar “participação de terceiros ou grupos criminosos” no atentado ao político fora do local do crime.
Zanone Manuel Júnior, advogado do agressor de Bolsonaro, Adélio Bispo
Ataque a Bolsonaro

O então candidato à Presidência Jair Bolsonaro levou uma facada na tarde do dia 6 de setembro durante um ato de campanha em Juiz de Fora, no sul de Minas Gerais. Ele se submeteu à primeira cirurgia no dia do ocorrido e sofreu três perfurações no intestino delgado e uma no intestino grosso. Foi feita uma colostomia para isolar as áreas lesionadas da passagem de fezes, diminuindo, assim, o risco de infecções. Em 12 de setembro, ele passou por uma segunda cirurgia. A terceira está marcada para o dia 28 de janeiro.

Momento em que Bolsonaro é esfaqueado em Minas Gerais

NAOM
Tecnologia do Blogger.