Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

Filha acusa João de Deus de abuso sexual na infância

Dalva Teixeira abriu um processo, que segue sob sigilo, contra o pai

O MP-GO já recebeu 206 denúncias contra o médium ©DIVULGAÇÃO
Dalva Teixeira, filha do médium João de Deus, revela que foi abusada sexualmente pelo pai ainda na infância. Afirmação veio à público em entrevista gravada em 2016, mas exibida pela Record nesta terça-feira (11).

Segundo a filha, o médium a estuprou repetidamente dos 10 aos 14 anos. Fruto de um relacionamento breve da mãe com João de Deus, Dalva só conheceu o pai aos 10 anos, logo em seguida os abusos começaram.

“[Quando o conheci], ele tirou minha roupa toda, tirou a dele e ficou a noite inteira me molestando”, afirma Dalva.

A vítima ainda revela que se casou para sair de casa e fugir do pai. Ela conta que o médium reagiu com violência quando soube do casamento, e a espancou. “Me bateu muito, muito. Eu fui parar no hospital.”

Dalva abriu um processo contra João de Deus, ela pede uma indenização de R$ 50 milhões, a ação corre em segredo de justiça em Goiás.

De acordo com o portal UOL, após a gravação da entrevista em 2016, um dos filhos de Dalva, Paulo Henrique Ronda, afirma ter sido espancado a mando do avô.

“Bateram em mim e no meu irmão. Eram pistoleiros, e um deles disse: ‘Não é para matar. É só para dar um susto para eles saberem que estão mexendo com peixe grande'”, afirmou Paulo.

O jornalista responsável pela entrevista, Thiago Mendes, ainda revelou que na época foi aconselhado por familiares do médium a não exibir o material. Entretanto com outros casos de abuso vindo à tona, o jornalista decidiu publicar.

Denúncias

O escândalo envolvendo João de Deus veio à público na última sexta-feira (7), quando o programa Conversa com Bial, da TV Globo, veiculou o relato de várias mulheres que afirmam terem sido vítimas do médium. Segundo os relatos, João de Deus as teria levado para cômodos isolados do centro espírita e as molestado, acariciando seus corpos. Algumas mulheres garantem que o médium chegou a expor seu pênis, forçando-as a tocá-lo a pretexto de curá-las.

O MP-GO (Ministério Público do Estado de Goiás) informou que já recebeu 206 denúncias de abusos sexuais contra o médium João de Deus, são denúncias de oito estados, incluindo Mato Grosso do Sul e duas do exterior, uma dos EUA e outra da Suíça.

De acordo com o portal G1, das 206 denúncias, 156 foram feitas pelo e-mail criado pelo MP para receber informações relacionadas ao médium – denuncias@mpgo.mp.br – o canal foi divulgado nesta segunda-feira (10), ou seja, as denúncias foram feitas em um período de 30 horas.

O advogado do médium, Alberto Toron, afirma que o ele nega todas as acusações e que está à disposição para prestar esclarecimentos.

“Muito enfaticamente ele nega. Ele recebe com indignação a existência dessas declarações, mas o que eu quero esclarecer, que me parece importante, é que ele tem um trabalho de mais de 40 anos naquela comunidade, atendendo a todos os brasileiros, gente de fora do país, sem nunca receber esse tipo de acusação”, disse o advogado.

Fonte: Midiamax
Por: Tábata Rauschkolb
Tecnologia do Blogger.