Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

Vencedores do Grand Prix do Mundo Senai apresentam soluções inovadoras para as indústrias

©DIVULGAÇÃO
Planta baixa de uma casa em óculos 2D, projeto de comunicação interna e detector de ruído. Essas foram algumas das soluções apresentadas pelas equipes vencedoras do Grand Prix nas unidades de Aparecida do Taboado, Campo Grande, Escola Senai da Construção, Corumbá, Dourados, Maracaju, Naviraí, Sidrolândia e Três Lagoas durante a programação do Mundo Senai, realizado nos dias 8 e 9 de novembro. 

Segundo a gerente de educação do Sistema Fiems, Simone Cruz, o objetivo da competição, em que as equipes multidisciplinares, chamadas escuderias, criam, desenvolvem e prototipam soluções para um desafio da indústria, é fazer com que os alunos tenham dentro deles acesa a chama da inovação.
©DIVULGAÇÃO
“O Grand Prix do Mundo Senai é uma oportunidade de apresentar o protagonismo do jovem e não simplesmente o trabalho da instituição. Nos itinerários formativos que ao término o aluno tem de ter um projeto inovador solucionando problemas do mundo da indústria ou do trabalho, isso é uma metodologia Senai fomentando uma formação protagonista. Então a gente rompe com a mentalidade de que a educação profissional forma o chão de fábrica. Na verdade, estamos formando jovens que sejam atuantes e capazes de resolver problemas”, afirmou Simone Cruz.

Soluções


Na Escola Senai da Construção, em Campo Grande, a escuderia “Realidade Virtual na Construção Civil” projetou a planta de uma casa em realidade virtual em óculos de realidade 2D, utilizando de softwares específico de desenho técnico AutoCad e realidade virtual 3D Sketh Up. Em Aparecida do Taboado, o desafio proposto buscava uma melhoria na comunicação interna de uma indústria e a equipe vencedora criou um aplicativo gratuito chamado discordApp.

©DIVULGAÇÃO

“Mediante o desafio proposto, os alunos demonstraram um engajamento memorável, desenvolvendo um trabalho em equipe e exercitando a colaboração mútua. Utilizaram tecnologias atuais, o que é a proposta incentivada pelo Senai, para o desenvolvimento da indústria na adequação da indústria 4.0”, destacou o coordenador do Grand Prix na unidade de Aparecida do Taboado, Flávio de Jesus Saletti.


Em Maracaju, os alunos foram desafiados a utilizar recursos da Indústria 4.0 para melhorar o processo de entrega de mercadorias e a escuderia Alpha foi a grande vencedora, apresentando a utilização de recursos na Indústria 4.0 na aplicação de solução para melhorias na indústria ou na sociedade e processos de melhorias na área de Segurança do Trabalho. A escuderia Alpha foi a grande vencedora, apresentando um detector de ruídos para melhorar as condições de trabalho dos colaboradores, evitando problemas de audição.

No Senai de Corumbá, o desafio foi proposto pela Vale e envolvia uma solução para troca de bombas, filtros, mangueiras dos sistemas de lubrificação e hidráulico dos britadores e a escuderia Smart Work desbancou as outras sete concorrentes ao apresentar uma solução inovadora para manutenção de britadores.

“O Gran Prix para nossa unidade foi algo diferencial neste Mundo, pois trouxe resultados relevantes em prol do conhecimento, diversidade, inovação, competitividade e trabalho em equipe. Uma proposta muito interessante no sentido de nos permitir trabalhar diversas propostas, em diferentes áreas técnicas, elevando as competências e ampliando a troca de saberes e comunicação entre todos os envolvidos”, avaliou a coordenadora pedagógica Ariana Dy Andrade Salles.

Em Três Lagoas não houve um desafio específico proposto pela indústria, então as escuderias foram convidadas a desenvolver ideias com informações voltadas para o empreendedorismo. Os grandes vencedores apresentaram uma fábrica de cerveja artesanal e um complexo automatizado de homogeneização de pigmentos.


Na avaliação da coordenadora pedagógica Carla Vicente, esses desafios devem acontecer para que os docentes, por meio de provocações das indústrias, consigam envolver os alunos nas propostas de maneira multidisciplinar. “Com teoria e prática sendo trabalhadas concomitantemente, a atividade se torna rica em informações, além de instigar os alunos em dar o seu melhor reconhecendo o papel da Instituição em sua vida profissional”, ressaltou.

ASSECOM
Tecnologia do Blogger.