Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

LADÁRIO| Mensalinho: vereadores recebiam R$ 3 mil 'por fora' em troca de apoiar prefeito preso

Esquema foi denunciado por outros parlamentares ao MPE em março deste ano

©Reprodução/ PerólaNews
O vereador e 1º secretário da Câmara Municipal de Ladário, Jonil Junior Gomes Barcellos (PMN), está entre um dos autores que denunciou, em março deste ano, o esquema de corrupção envolvendo o Executivo e o Legislativo. Segundo ele, o prefeito Carlos Anibal Ruso Pedroso pagava 'mensalinho' a sete parlamentares do município em troca de apoio. Cada vereador recebia R$ 3 mil.

©Reprodução/ PerólaNews
Conforme o vereador, em entrevista exclusiva ao site TopMídiaNews, todos na cidade tinham conhecimento do pagamento de propina. "Nós estamos trabalhando juntos. Além de mim, os vereadores Fábio Peixoto de Araújo Gomes (PTB) e atual presidente, e Daniel Benzi (MDB), fomos os autores da denúncia. Isto ocorre desde março de 2018". 

Segundo Jonil, cada um dos sete parlamentares recebia do prefeito a quantia de R$ 3 mil para dar apoio a Carlos Anibal. "Nós ficamos sabendo e encaminhamos a denúncia até ao Ministério Público. Além disso, há denúncia em fraude em licitações". 

O parlamentar ainda revelou que os agentes do Gaeco se preparam para entrar na prefeitura em busca de documentos. Os vereadores Fabio Peixoto, Daniel Benzi e Eurípedes Zaurízio, juntamente com o vice-prefeito, Irani de Lima Soares (PSDB), estão dentro do prédio da prefeitura para acompanhar o trabalho dos agentes. Todos não são alvos da operação. 
prefeito Carlos Anibal Ruso Pedroso ©ARQUIVO
Foram presos, além do prefeito Carlos Anibal Ruso Pedroso, o secretário de Administração/Educação, Helder Naulle Paes dos Santos Botelho, e os vereadores Paulo Rogério Feliciano Barbosa (PMN); Osvalmir Nunes da Silva (Baguá) (PSDB); Agnaldo dos Santos Junior (Magrela) (PTB), Vagner Gonçalves (PPS) atual 2° secretário da Mesa Diretora; Lilia Maria Villalva de Moraes Silva (Pastora Lilia) (MDB), e atual 2ª vice-presidente da Câmara; André Franco Caffaro (Dedé) (PPS) e Augusto de Campos (Gugu) (MDB). Uma ex-secretária do município também foi presa.

Fonte: TopMidiaNews
Por: Rodson Willyams
Tecnologia do Blogger.