Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

Esacheu acompanha CMB em visita a Bolsonaro e indicação de Mandetta

©DIVULGAÇÃO 
O presidente da Associação Beneficente Santa Casa de Campo Grande, Dr. Esacheu Nascimento, fez parte da comissão da Confederação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos do Brasil (CMB) que visitou o presidente eleito, Jair Bolsonaro, nesta manhã (20) para a entrega de um documento redigido pelas entidades filantrópicas do País ao novo gestor. Os gestores das Filantrópicas também manifestaram a preocupação geral dos prestadores com a tabela dos serviços SUS que já chegam a uma década sem reajuste. 

Na agenda foi exposta a condição geral das entidades que são responsáveis pela maior parte dos serviços realizados pelo Sistema Único de Saúde no Brasil. Entre os tópicos discutidos com o novo presidente está a viabilização da Medida Provisória 848/18, que cria uma linha de crédito, com recursos retirados do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), para socorrer as Santas Casas e os hospitais filantrópicos que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS). 

Segundo Esacheu Nascimento, o presidente eleito foi muito receptivo. “O presidente demonstrou muito carinho com a causa das filantrópicas e se comprometeu em priorizar condições de manutenção das entidades, afirmando saber da importância do setor”, disse Esacheu e prosseguiu, “Bolsonaro nos garantiu que vai cuidar com atenção da saúde e dará o devido reconhecimento aos relevantes serviços prestados pelas Santas Casas neste processo”, finalizou. 

Indicação do novo Ministro 

Após a reunião dos representantes das entidades filantrópicas com o novo Presidente da República, os mesmos foram convidados a acompanhar a indicação do novo ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta. Além dos representantes das Santas Casas, também acompanharam o anúncio os deputados da Frente Parlamentar da Saúde. 
©DIVULGAÇÃO
O futuro ministro já tinha o nome ventilado para assumir a pasta da saúde há algumas semanas. Bolsonaro havia declarado que Mandetta era um dos seus interlocutores para a área e que ele poderia ser o seu ministro da saúde. Esacheu parabenizou o novo ministro, desejando todo o sucesso e felicidade na administração deste que é um dos mais importantes ministérios do País. 

“Mandetta deve ser um grande aliado, não apenas da Santa Casa, mas de Mato Grosso do Sul na busca por melhores condições junto ao Poder Público Federal. Ele já é companheiro do hospital, pois além de fazer parte do corpo clínico da instituição, foi responsável por duas Emendas importantes que estão em vigor. Uma delas nos beneficiou com a reforma de uma ala do hospital, a outra integralizou os recursos para aquisição de uma nova tomografia de 128 canais em parceria com o Rotary, estamos muito felizes com a nomeação”, finalizou Nascimento.

ASSECOM 
Tecnologia do Blogger.