Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

Construção de casas na região Leste do Estado vai acabar com 12 anos de espera

Reinaldo Azambuja assinou contratos para edificar 196 unidades em Paranaíba e Chapadão do Sul.

©Chico Ribeiro
Colocando fim há mais de uma década de espera, o governador Reinaldo Azambuja assinou nesta segunda-feira (12.11) contratos para a construção de 196 unidades habitacionais em Paranaíba e em Chapadão do Sul – municípios da região Leste de Mato Grosso do Sul. O evento foi realizado na Sala de Reuniões, na Governadoria.

Apesar da redução no financiamento habitacional federal nos últimos quatro anos no País, de 1,6 milhão para 130 mil unidades, o Governo sul-mato-grossense irá entregar até o fim do ano 25,8 mil moradias. “Tivemos que usar a criatividade e hoje somos, sem sombra de dúvidas, o Estado com maior desempenho na habitação”, afirmou o governador.

As novas unidades contratadas em Chapadão do Sul e Paranaíba serão edificadas por meio do programa Minha Casa Minha Vida/FAR. O projeto selecionado pelo Ministério das Cidades, com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), terá um custo total de R$ 15,997 milhões – sendo R$ 2,424 milhões do Governo do Estado.

“Conseguir mais 196 casas, investindo aproximadamente R$ 2,5 milhões no encerramento do ano, mostra o quanto o governo estadual priorizou a habitação”, afirmou a diretora-presidente da Agência Estadual de Habitação (Agehab), Maria do Carmo Avesani Lopez.

A construção das 100 casas no residencial Ovídio, em Paranaíba, vai colocar fim há 12 anos de espera, segundo o prefeito Ronaldo Miziara. “Faz 12 anos que não conseguimos uma casa. Por isso, a presença maciça dos vereadores. Temos um déficit habitacional muito grande de, no mínimo, três mil unidades”, disse.

Já o município de Chapadão do Sul recebeu nos últimos anos apenas 16 casas do programa Lote Urbanizado, estando sem atendimento por uma grande quantidade de moradias populares há 10 anos. “Temos o maior crescimento populacional do Estado e, por isso, é importante recebermos as casas”, disse o prefeito João Carlos Krug. Chapadão do Sul vai receber 96 unidades no residencial Planalto I.

O superintendente estadual da Caixa Econômica Federal, Evandro Narciso de Lima, destacou o trabalho e a competência dos técnicos para conseguir aprovar os projetos habitacionais. “Fazer habitação popular não é fácil, mas temos uma diferença em Mato Grosso do Sul. Tem técnicos capacitados na Caixa e no Governo do Estado”, disse.

Também participaram do ato de assinatura o secretário de Estado de Infraestrutura, Helianey Paulo da Silva; os deputados estaduais Paulo Corrêa, Coronel Davi, professor Rinaldo, Felipe Orro, João Henrique (eleito), Mara Caseiro e Beto Pereira, além de vereadores e outras autoridades.


Fonte: Portal do Governo de Mato Grosso do Sul
Paulo Fernandes – Subsecretaria de Comunicação (Subcom)
Tecnologia do Blogger.